Muito se fala sobre as polêmicas de Neymar fora dos campos, porém, para o técnico Dorival Júnior , não era o craque do PSG que dava mais trabalho na época do Santos , quando pegou pela frente Robinho , Paulo Henrique Ganso e André Balada .

Em participação no programa "Boleiragem", do SporTV, com Caio Ribeiro e Roger Flores, o treinador foi questionado quem dava mais trabalho no elenco e surpreendeu a todos ao responder, em tom humorado, que era Ganso, que atualmente joga pelo Fluminense.

"Sinceramente, foram duas etapas muito legais (2010 e 2015). O ambiente de 2010 era impressionante, não encontrei em clube nenhum. Muito saudável. Agora, um pouquinho mais de trabalho? Paulo Henrique Ganso (risos). Ele é tranquilo. Mas é um personagem (risos). Educado em todos os sentidos. Não tive problemas. Mas aconteceu de dar uma chamada, orientada. Mas isso de modo geral, não só com ele", afirmou.

Dorival também relembrou o dia em que Ganso se recusou a ser substituído.

"Ele me falou que não sairia do campo. Eu não vou mentir para vocês, eu fiquei desarmado. Eu não sabia que atitude tomava. A sorte que o Robinho e o Neymar estavam atrás de mim e falaram para tirar o André. "Tira o André, tira o André". Só que eu precisava recompor, eu tinha perdido um volante. Nós estávamos jogando com um a menos. E quando eles me falaram, eu falei: "sai o André", lembrou.

O técnico foi campeão paulista e da Copa do Brasil pelo Santos em 2010.

    Veja Também

      Mostrar mais