Rivaldo
Reprodução / FIFA
Rivaldo

O ex-jogador do Barcelona e da seleção brasileira , Rivaldo , defendeu nesta sexta-feira o ex-jogador do Flamengo, Vinícius Júnior . O jogador vem sendo preterido por Zidane em algumas partidas mesmo atuando bem, o que tem irritado os torcedores, além de ser motivo de críticas de analistas da Espanha.

Para o craque que foi campeão do mundo pela seleção, o momento do brasileiro o qualifica a titularidade.  “Não há dúvidas de que Vinicius é neste momento o jogador mais perigoso no ataque do Real Madrid. É óbvio que com estas exibições se justifica que jogue regularmente e que possa assumir a responsabilidade de fazer a diferença”, apontou.

Apesar disso, Rivaldo, vencedor da Bola de Ouro de 1999, acha que Zidane está sendo inteligente com as substituições específicas de Vinicius. “Quando o Vinicius entra em campo do banco de reservas, sai com vontade de conquistar o mundo e mostrar que pode ser titular, que pode ser o jogador diferencial da equipe, como foi esta semana contra o Valladolid. Ele conquistou o direito de ser titular no Real Madrid ”, concluiu.

Rivaldo também falou sobre a saíde de Suárez do Barcelona e, apesar de defender a chegada de Memphis Depay , acredita que ele está abaixo do que o uruguaio oferece.

“Depay parece que seria um bom jogador, mas vejo que é difícil para o Barcelona contratar alguém com as características e o espírito de luta que Luis Suárez ofereceu. Receio que demore muito para encontrar um jogador semelhante. Qualquer jogador que chegue para substituir Suárez nas próximas temporadas será constantemente comparado, o que acrescenta uma responsabilidade extra ao que já implica vestir a camisa do Barça", recordou.

Para Rivaldo, porém, a saída pode ajudar outro brasileiro. " Coutinho vai se dar bem porque vai permitir que melhore sua química com Messi. Você pode ver que sua confiança disparou depois da experiência no Bayern e mesmo depois dos dois gols que marcou contra o Barcelona na Liga dos Campeões. Coutinho vem reivindicando nas últimas partidas uma vaga entre os onze titulares jogando onde gosta, em um conjunto de 10. Nunca duvidei da qualidade e da habilidade dele. Ele mostrou isso no Liverpool e no Bayern”, acrescentou.

    Veja Também

      Mostrar mais