Lance

Del Valle x Flamengo
Reprodução/Twitter Conmebol Libertadores
Del Valle x Flamengo

Diante de um dos trabalhos mais consistentes do continente, o Flamengo tomou um choque de realidade em Quito, no Casa Blanca: derrota por 5 a 0 para o Independiente Del Valle , do técnico Miguel Àngel Ramírez. Foi um passeio da equipe equatoriana frente ao desorganizado e apático Flamengo. O atual campeão esteve muito longe de atuar no nível que a Libertadores exige.


Com o resultado, o Del Valle segue 100% e líder do Grupo A, com nove pontos após três rodadas. O Flamengo, com seis, permanece na segunda posição e segue no Equador: na próxima quarta-feira encara o Barcelona de Guayaquil.

A estratégia de Dome foi por povoar o meio de campo e, assim como na vitória sobre o Fluminense, escalou Diego entre os titulares. O camisa 10 não foi bem e tampouco a ideia funcionou. Se não saiu para marcar alto a saída de bola rival, o Flamengo também não teve intensidade para travar o volume de jogo do Del Valle. Na base do toque de bola, o time de Miguel Àngel Ramírez teve a posse de bola e ampla vantagem em chances criadas. Foram nove finalizações antes do intervalo - sendo seis no gol - contra apenas uma do Rubro-Negro.

Por maior que tenha sido domínio, o gol do Del Valle só saiu aos 40 minutos, com ótima infiltração de Moisés Caicedo na área. O jovem meia fez o corta-luz, recebeu de Gabriel Torres e finalizou no cantinho de César: 1 a 0. Altitude à parte, o Flamengo, com uma marcação desencaixada, "facilitou" para o rival.

O Flamengo voltou do intervalo sem Diego e com Bruno Henrique, recuperado após 18 dias fora. Se na primeira etapa o Del Valle demorou a marcar, o segundo gol saiu logo aos 5 minutos. A liberdade para os equatorianos, contudo, foi a mesma. Preciado arrancou pela direita e passou por três. O lateral-direito tabelou com Murillo: dominou, olhou e acertou o ângulo da entrada da área. Isso tudo livre, sempre sem ser incomodado pela marcação.

E o Flamengo sentiu. Depois do segundo gol, o time foi ainda mais apático e inoperante no jogo. O Del Valle logo se aproveitou e marcou 3 a 0 com Gabriel Torres. Outro bonito gol, em contra-ataque, com finalização no canto esquerdo de César. As substituições de Dome Torrent não mudaram em nada o cenário.

Foi aos 35 que o Del Valle encontrou mais um contra-ataque. Com cinco passes a bola saiu da defesa para a letra de Jhon Sánchez, que fez o quarto golaço do líder do Grupo A na Copa Libertadores. Mais uma vez, a marcação desacertada facilitou a vida do time de Miguel Àngel. Erros individuais e coletivos se repetiam enquanto o Flamengo, atortoado, apenas torcida pelo fim do jogo.

Para desespero do Flamengo , ainda houve tempo para mais um. Beder Caicedo - livre para surpresa de ninguém - recebeu na entrada da área e fez o quinto gol do Independiente Del Valle. Goleada histórica, com todos os méritos para os comandados de Miguel Àngel, apesar da atuação apática do adversário.

    Veja Também

      Mostrar mais