Modelo
Instagram
Modelo

Uma grande polêmica estourou na seleção inglesa, no último final de semana, quando os jovens Phil Foden (Manchester City) e Mason Greenwood (Manchester United) levaram duas mulheres para concentração, em meio ao isolamento por conta do coronavírus . Diante do fato, ambos foram cortados da equipe que disputa a Liga das Nações .

Em entrevista ao Daily Mail, a modelo Nadia Sif Lindal Gunnarsdottir (20 anos), apontada como uma das garotas que estiveram com os atletas - ao lado da sua prima, a estudante de Direito Lara Clausen (19 anos) -, explicou como o encontro aconteceu: "Nos conhecemos online. Eu estava conversando com Mason alguns dias antes de eles chegarem à Islândia (onde a seleção inglesa está concentrata)", afirmou ela, que foi finalista no Miss Universo no ano passado.

Ela ainda apontou que nem sabia exatamente quem eram os jogadores antes de falar com eles e visitá-los no hotel. "Sinto-me mal por eles e nunca quis colocá-los nesta posição, mas não sabíamos que estavam em quarentena, se soubéssemos não teríamos ido encontrá-los. Nem sabíamos quem era Phil. Perguntei-lhe quem era. Nem sabíamos que Mason jogava pelo Manchester United. 

Sua prima, Clausen também falou sobre essa quebra do isolamento. "Somos jovens e estúpidos e todos cometemos erros", disse.

As modelos, que não quiseram dar muitos detalhes sobre as horas que passaram com os atletas, deixaram claro que o comportamento dos jogadores com elas foi exemplar. "Foi uma boa noite, é claro. Eles eram caras muito legais. Trataram-nos muito bem. Foram cavalheiros, meninos muito simpáticos", revelou Nadia.

Por fim, ela afirmou que, desde que o esncândalo estourou, não tiveram mais contato com os jogadores. "Não falamos com eles desde então. Não queremos incomodá-los porque, é claro, eles estão muito ocupados agora. Eles não nos contataram", apontou.

    Veja Também

      Mostrar mais