Mesut Ozil não atua pelo Arsenal desde a paralisação
Getty Images
Mesut Ozil não atua pelo Arsenal desde a paralisação

O Arsenal anunciou que deverá demitir 55 empregados nos próximos meses por conta da crise causada pelo novo coronavírus . A informação causou revolta pelos critérios éticos do bilionário Stan Kroenke, dono do clube, uma vez que Mesut Ozil, jogador com o maior salário do elenco, não aceitou redução em seu ordenado de 350 mil libras semanais.

No final de abril, o Arsenal propôs redução de cerca de 12% no salário de todos os jogadores. Mesmo não participando de todos os jogos de 2020, Mesut Ozil recusou a proposta. O time agora busca rebalancear os custos cortando os empregos das pessoas com os menores salários dentro de sua pirâmide de gastos.

Segundo o gerente de futebol dos gunners, Raúl Sanllehi, a decisão foi tomada após uma séria análise de todas as estruturas do clube. “Nosso objetivo é proteger os salários da maioria dos nossos funcionários. Infelizmente, teremos que encerrar 55 vagas de emprego”, afirmou o executivo em um post no site oficial do Arsenal. 


    Veja Também

      Mostrar mais