Nova camisa do Barcelona
Reprodução
Nova camisa do Barcelona

Um problema de fabricação por parte da Nike fez com que a nova camisa do Barcelona para a temporada 2020-21 fosse retirada das lojas e, agora, a equipe catalã quer que a fornecedora pague os prejuízos causados ou estuda entrar com uma ação judicial.

Segundo informações do Mundo Deportivo, o erro foi na fabricação da modelo Stadium, o mais barato, pois a camisa perdeu a coloração e manchou. Diante disso, a multinacional pediu aos distribuidores que devolvessem os produtos. A modelo Vapor Match, que custa mais cara ao consumidor, não apresentou o problema.

O atraso na comercialização é um grande revés para o Barcelona, que já teve uma série de problemas econômicos por conta da crise do coronavírus, que fechou as lojas oficiais do clube por três meses.

O clube estima que perdeu cerca de 15 milhões de euros por ter fechado as seis lojas oficiais que gerencia diretamente. O Barça recuperou em 2018 a exploração de seus direitos de merchandising e varejo, até então nas mãos da FCB-Merchandising, empresa 100% de propriedade da Nike. Desde então, assumiu diretamente a gestão e operação do negócio.

Diante do problema, a direção do Barcelona já enviou suas queixas à Nike e o pedido de que a empresa assuma e pague do próprio bolso as perdas que o clube está tendo por não poder vender as camisas, já que é exatamente quando é lançada que há o maior número de compras.

Josep Maria Bartomeu, presidente do time, também já solicitou a seus executivos que façam uma avaliação completa das perdas para que haja o ressarcimento. Se a multinacional se recusar, o Barça irá à Justiça. Vale lembrar que, há dois anos, o contrato que une as duas entidades foi renovado até 2028.

A Nike ainda não revelou quando será capaz de fornecer as camisas às lojas, incluindo as do clube, mas, a estimativa é que isso pode levar alguns meses. Além disso, será necessário verificar se a qualidade da segunda e terceira camisas apresenta algum problema.

    Veja Também

      Mostrar mais