Lance

Josep Maria Bartomeu, presidente do Barcelona
Divulgação
Josep Maria Bartomeu, presidente do Barcelona

O Conselho do Barcelona estuda negar jogar as partidas restantes do Campeonato Espanhol caso pense que o retorno da competição se dê de maneira precipitada, segundo o “Sport”. Um dos gestores culés disse que “a saúde está acima de tudo e não nos arriscaremos que nenhum dos nossos jogadores fique doente por um jogo de futebol”. No entanto, os responsáveis do clube enxergam com bons olhos a volta controlada dos treinos.

Leia também: Labo B do futebol na quarentena: auxílio do governo e bico  em barbearia

No Centro de Treinamento blaugrana, todas as medidas sanitárias para evitar o risco de contágio são tomadas, mas não há garantia de risco zero para os profissionais do clube devido as viagens, aviões, carros, vestiário, banhos e contato com pessoas de fora quando o torneio retomar. Além disso, o fato de alguns clubes se recusarem a realizar testes de coronavírus em seus jogadores pode levar a possibilidade de contágio dentro de campo.

Nenhuma decisão foi tomada, mas esta preocupação também vai de encontro com o pensamento de outros clubes espanhóis e europeus que poderiam se somar a esta iniciativa que pode ser passada para a La Liga ou para a Uefa nas próximas semanas. A medida pode afetar ainda mais a economia dos clubes, mas seria pior o campeonato voltar e ter que ser suspenso novamente devido ao contágio de alguma pessoa necessária para a realização da partida.

    Veja Também

      Mostrar mais