Lance


O Paris Saint-Germain tenta negociar uma redução salarial com os seus jogadores e o corte percentual de atletas como Mbappé, Neymar e Thiago Silva pode chegar em 50%, segundo o “Le Parisien”. Essa medida pode ser decisiva para que o atacante francês se afaste de uma negociação de renovação de contrato frente o interesse do Real Madrid em contar com camisa sete.

Leia também: "Tudo o que o Flamengo gasta é metade do Neymar", diz Landim sobre interesse

Neymar e  Mbappé arrow-options
L'Equipe / Divulgação
Neymar e Mbappé



Com o risco de perder 300 milhões de euros (R$ 1,6 bilhão) na temporada por conta da paralisação pelo coronavírus, o presidente do gigante francês foi um dos primeiros a sinalizar em favor dos cortes. Mbappé , que atualmente recebe 20,8 milhões de euros (R$ 117 milhões), pode passar a receber 10,4 milhões de euros (R$ 58 milhões).

Leia também:  Juca Kfouri critica retorno de Neymar ao Barcelona: "Volta como derrotado"

Os merengues observam e comemoram esta situação, pois o clube planeja investir com força no francês no mercado de verão de 2021, quando faltar apenas um ano para o término do seu vínculo com o PSG. E enquanto as reduções no PSG podem chegar a porcentagens altas, o Real Madrid irá reduzir apenas de 10% a 20% dependendo se o campeonato voltar ou não.

    Leia tudo sobre: futebol

    Veja Também

      Mostrar mais