Pep Guardiola está em Barcelona, onde sua mãe morreu, na segunda-feira, vítima do novo coronavírus. Mas, quando retornar à Inglaterra, o técnico do Manchester City se reunirá com dirigentes do clube para alinhar uma redução do próprio salário durante a pandemia. A medida visa a garantir que todos os funcionários continuarão recebendo seus salários no período.

Leia também: Mãe de Pep Guardiola morre após contrair coronavírus

pep guardiola
MANCHESTER CITY/REPRODUÇÃO
Pep Guardiola, técnico do Manchester City


De acordo com veículos da imprensa inglesa, Guardiola ganha hoje 20 milhões de libras (cerca de R$ 129 milhões) por ano. Além dele, outros membros da equipe, como o diretor de futebol Txiki Begiristain e o executivo Ferran Soriano, aceitarão cortes.

Leia também: Médico de clube francês comete suicídio após testar positivo para Covid-19

Também são esperadas reduções nos salários dos jogadores. O vice-capitão do City, Kevin DeBruyne, participou de uma discussão com outros capitães da Premier League, no sábado, e os jogadores manifestaram o interesse em ajudar os funcionários qeu ganham menos, bem como o sistema de saúde público da Inglaterra.

Mas, para Guardiola, essa não será a primeira ação na luta contra a Covid-19. Há algumas semanas, ele doou 1 milhão de euros à Fundação Àngel Soler Daniel para a aquisição de material médico durante a pandemia. Nesta segunda, sua mãe, Dolors Sala Carrió, morreu aos 82 anos após contrair o vírus.

    Leia tudo sobre: Futebol

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários