A crise econômica no futebol europeu em decorrência do coronavírus deve atrasar as saídas de Neymar e Mbappé do PSG . A informação está na capa do jornal "L'Équipe" desta segunda-feira.

Leia também: Neymar doa R$ 5 milhões para ajudar no combate à COVID-19

Neymar arrow-options
Reprodução/Twitter UEFA Champions League
Neymar


A publicação cita que a desaceleração do mercado pode fazer com que os dois principais jogadores fiquem mais uma temporada no clube francês.

Leia também: Neymar e Prior trocam mensagens e jogador diz: "Título era seu"

O cenário atual na Europa é incerto quanto ao calendário. Ninguém sabe quando e se as competições serão retomadas. Essa questão mexe com arrecadação dos clubes e a tendência é redução de investimentos. A própria data da janela de transferências deve ser afetada. Ao menos já há aval da Fifa para que o período seja alterado.

a cumprir seu terceiro ano de contrato, o atacante brasileiro pode rescindir seu vínculo com o PSG unilateralmente, segundo o jornal francês. O valor da multa baixaria para 180 milhões de euros (R$ 1 bilhão, na cotação atual), 42 milhões de euros a menos que o montante pago pelo clube francês para ter o jogador.

No início da temporada atual, Neymar flertou com uma saída do PSG, diante da frustração de não obter títulos relevantes internacionalmente. Por coincidência, o jogador ainda se machucou nas duas temporadas anteriores e isso o tirou de qualquer disputa no topo dos prêmios individuais.

Leia também: Neymar rebate críticas de jornal espanhol sobre quarentena

No momento, Neymar passa quarentena no Brasil. Semana passada, o estafe dele divulgou que o atacante tem feito trabalhos físicos para voltar "no mínimo, no mesmo nível" no qual estava antes da parada por causa da pandemia. O PSG já tinha obtido classificação às quartas de final da Liga dos Campeões, após eliminar o Borussia Dortmund.

    Leia tudo sobre: Futebol

    Veja Também

      Mostrar mais