Lance

Lance

O Barcelona já está sofrendo com problemas financeiros devido a crise que o novo coronavírus tem causado em toda a Europa, segundo o jornal “Sport”. Tendo que continuar enfrentando pagamentos milionários, uma vez que 70% do orçamento é para cobrir salários dos jogadores, sem vender ingressos, camisas, entrada em museu e sem realizar eventos no Camp Nou, a realidade é que os blaugranas já perderam 60 milhões de euros (R$ 332 milhões).

Leia também: Flamengo vê crise do coronavírus dificultar renovação de Jesus e outras receitas

Messi
MARCA/REPRODUÇÃO
Lionel Messi, do Barcelona


Nos bastidores, já se fala que o clube está em estado de alerta máximo devido aos prejuízos financeiros neste período. Ainda mais porque a crise tende a se estender por mais tempo, pois ainda não se sabe até quando o futebol irá ficar parado, a cidade está sem receber turistas e também não há uma definição de quando as fronteiras na Europa serão abertas novamente.

Leia também: Corinthians pode ter seu menor número de jogos do século neste ano

Pela primeira vez desde 2011, os culés podem correr o risco de não cumprirem seu orçamento de renda e entrar no vermelho. Este déficit é proibido que aconteça no Barcelona por estatuto e uma correção deve acontecer na próxima temporada. A diretoria irá tentar pedir um adendo para pular a obrigação estatutária deste ano devido ao fato excepcional deste ano. Outra opção seria que o término do exercício financeiro fosse prorrogado mais alguns meses para além de 30 de junho, dependendo de quando a temporada terminar.

Dessa forma, os catalães, liderados pelo presidente Josep Maria Bartomeu, não veem outra possibilidade a não ser encerrar a temporada, seja em junho, julho ou até mesmo agosto. Mas o dinheiro das cotas de televisão e das premiações dos torneios que disputam seriam essenciais na luta pela sobrevivência.

    Veja Também

      Mostrar mais