Tamanho do texto

Brasileiro teve atuação decisiva no triunfo fora de casa contra Montpellier

Neymar comemora seu gol na vitória do PSG arrow-options
Twitter/Reprodução
Neymar comemora seu gol na vitória do PSG

Uma sinfonia de Neymar em três atos, todos no segundo tempo, decretou a virada do Paris St-Germain sobre o Montpellier, por 3 a 1, neste sábado. A equipe estrelada saiu atrás no placar, mas contou com a primeira grande atuação do brasileiro desde sua última lesão para voltar a vencer no La Mosson, casa do rival deste fim de semana, depois de quatro anos.

Leia também:  Presidente do Flamengo fala sobre Neymar: "Se tivermos a possibilidade, faremos"

O PSG chega aos 39 pontos e, caso o Marselha não vença nesta rodada, pode terminar a rodada com até oito de vantagem na liderança da Ligue 1. O time parisiense ainda tem um jogo a menos, já que o clássico contra o Monaco, na última rodada, foi adiado por mau tempo. No meio da tabela, o Montpellier tem 27 pontos. 

PRIMEIRO TEMPO

Nada funcionou para o PSG. Mesmo com Mbappé, Icardi e Neymar em campo, a equipe pouco chegou ao gol de Rulli. Do outro lado, o Montpellier utilizou bem o fator casa, pressionou a saída de bola parisiense e conseguiu escanteios. Em um deles, Parede desviou contra o próprio patrimônio, matou Navas, e colocou os mandantes em vantagem. 

Leia também: TV flagra Marcelo em conversa com Neymar: "Você joga melhor do que o Mbappé"

NEYMAR EM TRÊS ATOS. 1: FALTA

Atuando mais uma vez por dentro, como um camisa 10, o astro não fazia boa partida. Porém, mesmo após período atribulado, o atacante continua de poucos lances para decidir. Primeiro, ele aplicou linda caneta em Mendes na entrada da área e gerou o segundo amarelo para português. O próprio brasileiro cobrou a falta, acertou na "coruja" do gol adversário, e deixou tudo igual. 

2: ASSISTÊNCIA

Com um a mais em campo, a virada parisiense era questão de tempo. E ela veio começou novamente com Neymar . Dois minutos depois do empate, o brasileiro entregou para Mbappé na esquerda, que limpou a marcação e bateu seco, no canto, e fez 2 a 1.

3: MAESTRO

A porteira estava aberta. Não demorou, o ex-Santos recebeu novamente pelo meio e botou para Mbappé para correr. O talentoso francês lançou de três dedos na área para Icardi, que pegou de primeira, marcou um golaço e definiu o placar no La Mosson.