Tuchel e Neymar
L'Equipe / Reprodução
Tuchel deixou Neymar no banco de reservas contra o Real

Após deixar o atacante Neymar no banco de reservas na partida desta terça-feira (26) diante do Real Madrid, o técnico do Paris Saint-Germain, Thomas Tuchel, afirmou que não tem medo de perder o brasileiro e destacou que possui um "ótimo relacionamento" com o camisa 10.
Recuperado de uma lesão na coxa esquerda, Neymar ficou banco de reservas por opção do comandante alemão, mas entrou em campo no início do segundo tempo, no lugar de Idrissa Gueye.

Leia também: Neymar pode vir ao Flamengo por empréstimo em 2020, diz jornalista

"Era necessário evitar um novo problema. Tivemos de defender muito e foi por isso que tomei essa decisão. Conversamos calmamente sobre isso. Durante esta temporada, ele disputou alguns jogos um pouco lesionado, e eu decidi por ele. Era minha responsabilidade pela saúde dele. Não tenho medo de perdê-lo por causa dessa decisão, temos um ótimo relacionamento e não há problema", afirmou Tuchel , após ser perguntado na coletiva de imprensa se Neymar não tentará forçar sua saída da equipe parisiense.

O brasileiro também demonstrou não ter gostado aprovado a sua substituição na vitória do PSG contra o Lille por 2 a 0, na sexta-feira (22), pelo Campeonato Francês. Neymar deixou o gramado e foi direto para o vestiário, sem conversar com o time após o duelo.

Leia também: TV flagra Marcelo em conversa com Neymar: "Você joga melhor do que o Mbappé"

Com atuação discreta de Neymar , o PSG anotou dois gols em três minutos e conseguiu um empate heroico diante do Real Madrid. O resultado fez o time francês garantir a primeiro colocação do grupo A da Champions League, com 13 pontos. O clube espanhol, por sua vez, também avançaram de fase, mas em segundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários