Tamanho do texto

Campeonato do Chipre é o que tem, proporcionalmente, o maior número de jogadores de outras nacionalidades

Campeonato Cipriota é a liga europeia com o maior número de jogadores estrangeiros proporcionalmente arrow-options
Twitter/Reprodução
Campeonato Cipriota é a liga europeia com o maior número de jogadores estrangeiros proporcionalmente

Um estudo realizado pelo CIES Football Observatory analisou as primeiras divisões de 31 ligas nacionais da Europa, tendo em vista as características demográficas de cada competição.

Leia também: "Talento do século"! Klopp, técnico do Liverpool, exalta Gabriel Martinelli

Pelo quinto ano consecutivo, foi registrado um número recorde de jogadores estrangeiros nas ligas - o equivalente a 41,8% de atletas da pesquisa. Há 10 anos, por exemplo, esse percentual era de 34,7%.

E sabe qual é o país europeu que mais tem jogadores estrangeiros, proporcionalmente falando? É o pequeno Chipre , uma ilha localizada ao sul da Turquia com apenas 9.251 km² de área total e população de pouco mais de 1 milhão de pessoas.

O Campeonato Cipriota da primeira divisão tem 66,8% dos jogadores provenientes de outros países. A segunda colocação neste quesito é o Campeonato Português, com 63,6% de gringos na Primeira Liga portuguesa.

Leia também: Seis meses após sofrer infarto, Casillas volta a treinar no Porto

Outros destaques são o Campeonato Italiano, com 58% de estrangeiros, na quarta colocação, e o Campeonato Inglês, a Premier League, que aparece em quinto, com 57,9% de atletas de fora.

De todos os 31 campeonatos analisados, o Sérvio é o que possui menos estrangeiros proporcionalmente: só 14,8% dos jogadores são de outras nacionalidades.

Confira o ranking de jogadores estrangeiros nas ligas europeias da 1ª divisão:

  1. Campeonato Cipriota (1. Division)- 66,8% de jogadores estrangeiros
  2. Campeonato Português (Primeira Liga) - 63,6% de jogadores estrangeiros
  3. Campeonato Turco (Süper Lig) - 62,4% de jogadores estrangeiros
  4. Campeonato Italiano (Serie A) - 58% de jogadores estrangeiros
  5. Campeonato Inglês (Premier League) - 57,9% de jogadores estrangeiros
  6. Campeonato Belga (Pro League) - 57,6 de jogadores estrangeiros
  7. Campeonato Grego (Super League 1) - 56,7% de jogadores estrangeiros
  8. Campeonato Escocês (Premier League) - 52,7% de jogadores estrangeiros
  9. Campeonato Alemão (Bundesliga) - 50,2% de jogadores estrangeiros
  10. Campeonato Eslovaco (Super Liga) - 44,3% de jogadores estrangeiros
  11. Campeonato Polonês (Ekstraklasa) - 41,4% de jogadores estrangeiros
  12. Campeonato Suíço (Super League) - 39,5% de jogadores estrangeiros
  13. Campeonato Húngaro (NB I) - 38,8% de jogadores estrangeiros
  14. Campeonato Francês (Ligue 1) - 38,6% de jogadores estrangeiros
  15. Campeonato Russo (Premier League) - 38,3% de jogadores estrangeiros
  16. Campeonato Romeno (Liga I) - 37,6% de jogadores estrangeiros
  17. Campeonato Holandês (Eredivise) - 37,3% de jogadores estrangeiros
  18. Campeonato Espanhol (Primera Division) - 37,3 % de jogadores estrangeiros
  19. Campeonato Búlgaro (First League) - 37,1% de jogadores estrangeiros
  20. Campeonato Bielorruso (Premier League) - 36,9% de jogadores estrangeiros
  21. Campeonato Croata (1. HNL) - 36,6% de jogadores estrangeiros
  22. Campeonato Finlandês (Veikkausliiga) - 35,1% de jogadores estrangeiros
  23. Campeonato Esloveno (1. SNL) - 34,4% de jogadores estrangeiros
  24. Campeonato Dinamarquês (Superliga) - 34,2% de jogadores estrangeiros
  25. Campeonato Sueco (Allsvenskan) - 31,2% de jogadores estrangeiros
  26. Campeonato Austríaco (Bundesliga) - 28,7% de jogadores estrangeiros
  27. Campeonato Norueguês (Eliteserien) - 27,4% de jogadores estrangeiros
  28. Campeonato Tcheco  (Czech Liga) - 25,3% de jogadores estrangeiros
  29. Campeonato Israelense (Liga Ha'al) - 25,2% de jogadores estrangeiros
  30. Campeonato Ucraniano (Premier League) - 23,2% de jogadores estrangeiros
  31. Campeonato Sérvio (Super Liga) - 14,8% de jogadores estrangeiros