Tamanho do texto

Presidente-executivo responsável pela organização do Campeonato Mexicano pleiteia duas vagas na competição continental junto à Conmebol

Copa Libertadores arrow-options
Reprodução / Conmebol
Copa Libertadores

A Copa Libertadores pode ter os times mexicanos de volta. Pelo menos é isso o que deseja Enrique Bonilla, presidente-executivo responsável pela organização do Campeonato Mexicano. As equipes do país não disputam a competição desde 2016. Caso a possibilidade se torne realidade, os clubes brasileiros seriam atingidos diretamente, já que o Campeonato Brasileiro passaria a classificar um time a menos para o torneio.

Leia também: Viciada em Instagram, atleta diz que tem tremedeira sem o seu celular

A ideia é que os times mexicanos tenham direito a duas vagas na Libertadores . Nesse caso, o futebol argentino também perderia um participante. Segundo Bonilla, já existem diálogos para que sua proposta seja aceita: “Tenho conversas abertas com o presidente Alejandro Domínguez (mandatário da Conmebol )”.

Algumas equipes mexicanas já protagonizaram campanhas de destaque na Libertadores . Em 2001, o Cruz Azul foi finalista contra o Boca Juniors. Em 2010, O Chivas foi vice-campeão ao ser derrotado pelo Internacional. Já em 2015, o Tigres foi batido pelo River Plate também na decisão.