Tamanho do texto

A única forma do craque brasileiro deixar o clube francês era se pagassem 300 milhões de euros de euro, de acordo com o jornal Le Perisen; confira

Lance

O presidente do PSG, Nasser Al Khelaifi, disse aos capitães do elenco parisiense que Neymar poderia deixar o clube, mas só se pagassem 300 milhões de euros (R$ 1,3 bilhão) ou mais, segundo aponta o jornal francês 'Le Parisien'. O clube também sabia que não iria vender o atleta.

Leia também: Neymar deve ficar no PSG, e clube pede que torcedores cobrem menos o atleta

arNeymar arrow-options
PSG - Paris Saint-Germain/Divulgação
NeymarNeymar



NENHUMA PROPOSTA

De acordo com a publicação, o ambiente no elenco do PSG não é positivo e o mandatário comunicou aos jogadores como está a situação de Neymar . O clube, porém, não recebeu nenhuma proposta positiva e o jogador da Seleção Brasileira vai permanecer no PSG.

Leia também: Real e PSG entram em acordo e trocam os goleiros Navas e Areola

PSG JÁ SABIA QUE NÃO IA VENDER

Após uma longa novela que dominou os noticiários europeus, repleto de especulações, o 'Le Parisien' também afirma que o PSG sempre soube que nem o Barcelona ou qualquer outro clube teria o dinheiro suficiente para investir na contratação de Neymar.

Leia também: Elenco do Real Madrid pede a contratação de Neymar para Florentino Pérez

PANORAMA
A imprensa europeia chegou a especular diversos jogadores do Barcelona que poderiam ser envolvidos na negociação com Neymar , como Ousmane Dembélé, Samuel Umtiti, Nelson Semedo e Ivan Rakitic. Philippe Coutinho, outro especulado, acertou com o Bayern de Munique.

    Leia tudo sobre: Futebol