Tamanho do texto

Após perder a residência por causa de um incêndio, menino pede ao goleiro uma camisa e acaba ganhando do atleta do Manchester City uma casa nova

Lance

Claudio Bravo arrow-options
Joao Godinho/O Tempo
Claudio Bravo

Um gesto solidário do goleiro Claudio Bravo, do Manchester City, está rodando o mundo. Segundo o jornal 'La Cuarta', o jogador de 36 anos comprou quatro casas para famílias que foram vítimas de um incêndio em Maule, no Chile, em 2017. De acordo com a publicação, foi a entrevista de Camilo, um garoto de nove anos, que chamou a atenção do atleta. 

Durante o fogo, que deixou ele e seus familiares desabrigados, o menino perdeu uma camisa com o nome e o número Claudio Bravo na parte de trás. 

Leia mais: Pep Guardiola recusou proposta milionária para ser treinador da Juventus, diz TV

- Entrevistaram o meu neto na época do incêndio e ele disse que gostaria de ter uma camisa do Claudio Bravo. Ele (Bravo) disse que ia oferecer não só uma camisa, mas também uma casa - disse o avô de Camillo , Miguel Millanguir. 

- A Carla Pardo (esposa do jogador) veio depois, com os filhos, nos visitar e ver como estávamos. Foi muito gentil e amável. Aliás, chegaram a convidar o meu neto e o pai dele para assistirem a um jogo no Estadio Nacional - acrescentou Millanguir, que decepcionou-se com a ausência de Bravo na lista do Chile para a Copa América. 

- O gesto que ele teve para com a minha família e para com o meu neto foi muito grande. Quando soube que ele não ia à Copa América, fiquei desiludido e não quis ver os jogos - finalizou.