Tamanho do texto

Com virose, o zagueiro precisou deixar a partida no início do segundo tempo, quando foi substituído por Miranda, que ficou com a missão de marcar Messi

Marquinhos
Reprodução / Mowa Press
Marquinhos sofreu com uma virose na partida contra a Argentina

A missão já não era fácil, marcar Messi, Agüero e Lautaro Martínez seria um pesadelo para a qualquer zagueiro no mundo, e Marquinhos ainda teve uma dificuldade a mais para a semifinal da Copa América contra a Argentina: uma virose.

“Não foi fácil, não. Ele ( Messi ) estava em uma noite inspirada, não só ele como a seleção argentina, fizeram um grande jogo. Foi bem difícil , mas creio que a seleção conseguiu anular bem os ataques da argentina, os que a gente não conseguiu a gente teve alguma lances de sorte com bolas na trave e o Alisson conseguiu pegar algumas bolas. Isso que faz um time forte e sólido”, disse Marquinhos .

Leia também: Bolsonaro poderá entrar em campo durante final da Copa América

"No dia do jogo, acabei pegando uma virose , e passei o dia no hotel. Muito complicado, bastante diarreia e vomitando. Ainda consegui jogar um pouco, mas quando começou a apertar a situação, com o esforço acabou piorando, tive que sair do jogo”, continuo o zagueiro.

Após deixar a partida, sendo substituído por Miranda, Marquinhos precisou ser atendido por enfermeiros ainda no Mineirão: “Após o jogo acabou piorando também, tive febre, e acabei tendo que ir pra enfermaria do estádio, mas consegui tomar soro na veia e estou melhor”, completou o jogador, que deve ser titular na final da Copa América .