Tamanho do texto

O argentino não tinha certeza se continuaria no clube, mas foi convencido em conversa com Tito Vilanova, que faleceu em 2014 vítima de um câncer

Messi e Tito Vilanova
Twitter/Reprodução
Messi e Tito Vilanova

O ex-técnico Tito Vilanova, que faleceu em abril de 2014 vítima de um câncer, teve um papel importante na permanência de Lionel Messi no Barcelona. Seis dias antes de morrer, o espanhol convenceu o camisa 10 a ficar na equipe catalã. É o que revelou Jordi Roura, auxiliar do ex-treinador no Barcelona, em uma entrevista à rádio “Kanal Barcelona”.

"O Leo ( Messi ) não tinha a certeza se queria continuar no Barcelona e, então, houve uma reunião entre ele e o Tito Vilanova. Eu não estive presente, mas sei que eles estiveram várias horas à conversa. Após essa reunião, o Messi mudou de ideia e, felizmente para o clube, decidiu ficar por aqui", contou Roura.

Leia também: Gol mais bonito da história do Barcelona completa 12 anos. E foi de Messi! Veja

Tito Vilanova, ex-técnico do Barcelona
Getty Images
Tito Vilanova, ex-técnico do Barcelona

O auxiliar também recordou como era a personalidade de Vilanova, no quinto aniversário da sua morte, completados no dia 15 de abril.

"Era uma pessoa sincera, direta, com muita personalidade, que falava cara a cara. E isso o tornava especial”, afirmou.

Tito Vilanova faleceu a 15 de abril de 2014, aos 45 anos, vítima de um câncer na glândula parótida em fase terminal, ou seja, na garganta. O treinador lutou por dois anos e meio contra a doença. Ele deixou o comando do Barcelona, que continuou tendo Messi , em 19 de julho de 2013 devido a uma volta da doença.

    Leia tudo sobre: Futebol