Tamanho do texto

Neymar, Mbappé e Nadal se solidarizaram nas redes sociais

Catedral de Notre-Dame pegando fogo
Reprodução
Incêndio de grandes proporções atingiu a Catedral de Notre-Dame, na França

O atacante Neymar e o tenista espanhol Rafael Nadal, além de outros grandes nomes do esporte mundial, lamentaram o incêndio de grandes proporções que atingiu a Catedral de Notre-Dame, em Paris, na França.

Leia também: Vídeos mostram destruição no interior da Catedral de Notre-Dame após incêndio

O incêndio não deixou feridos nem vítimas, mas atingiu a parte traseira e superior da famosa Catedral de Notre-Dame , provocando danos em sua estrutura e causando o desabamento de uma de suas torres, a conhecida como "flecha". Segundo o Corpo de Bombeiros de Paris, as chamas só foram controladas na manhã desta terça-feira.

Pelas redes sociais, o PSG, principal clube de futebol da capital francesa, lamentou o ocorrido e desejou "coragem" para os bombeiros envolvidos na ação.

"Imagens terríveis da Catedral de Notre-Dame, um dos mais belos monumentos da nossa cidade, agora em chamas. Coragem para todas as pessoas mobilizadas para apagar o fogo", escreveu o atual líder do Campeonato Francês.

Outras estrelas do clube parisiense também comentaram sobre o incêndio, como os atacantes Neymar e Kylian Mbappé , o zagueiro Thiago Silva e o lateral-direito Thomas Meunier.

O camisa 10 do PSG e da seleção brasileira tuitou a charge de Cristina Correa Freile, que mostra o personagem Quasimodo em lágrimas abraçando a Notre-Dame.

Na Itália, clubes como Roma, Milan e Napoli prestaram solidariedade. O golfista italiano Francesco Molinari e Sergio Parisse, capitão da seleção italiana de rugby e jogador do Stade Français, também lamentaram o incidente.

A esquiadora norte-americana Mikaela Shiffrin, o tenista Rafael Nadal e o perfil oficial do Tour de France, uma das principais competições do ciclismo mundial, também mandaram mensagens de apoio.

Os prejuízos do incidente na Catedral de Notre-Dame ainda estão sendo contabilizados. Já as causas do incêndio estão sendo investigadas, mas as autoridades francesas tratam como um acidente. As chamas iniciaram em um momento em que a própria catedral passava por trabalhos de restauros.

    Leia tudo sobre: Futebol