Tamanho do texto

Colombiano Wilmar Roldán causou uma confusão tremenda, anulou um gol, pediu VAR sem ter o árbitro de vídeo e depois confirmou o gol

Árbitro Wilmar Roldán correndo
FIFA/ Divulgação
Árbitro Wilmar Roldán pediu o VAR em uma partida que não tem VAR

A tecnologia do VAR veio para ficar no futebol, auxiliando os árbitros principais em lances polêmicos e capitais dentro das partidas, minimizando ao máximo os erros que sempre aconteceram no esporte.

Leia também: Roger Flores e Trinidad e Tobago? Atletas com duplas nacionalidades curiosas

O problema é que nem todos os jogos contam com o árbitro de vídeo. No domingo, no jogo entre Bucaramanga e Santa Fé, pelo Colombiano, o juiz Wilmar Roldán pediu o auxílio do VAR em após anular um gol do time da casa.

O detalhe é que o VAR ainda não está disponível no Campeonato Colombiano

De Luan a Capetinha: jogadores famosos já estiveram na última divisão paulista

O experiente Roldán, que, inclusive, apitou jogos na Copa do Mundo de 2018, fez o gesto com as mãos fazendo o sinal do vídeo duas vezes. Confira no vídeo abaixo:

Na jogada em questão, o gol marcado por Maximiliano Nuñez, do Bucaramanga, foi anulado por impedimento. A transmissão da partida mostrou, no entanto, que o atleta estava em posição legal e, diante da confusão, o árbitro confirmou o gol.

Leia também: Promessa do Corinthians, Lulinha está "escondido" na  Europa

Com ou sem VAR , o Bucaramanga venceu por 2 a 1.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.