Tamanho do texto

O atacante paraguaio, conhecido por ter eliminado o Flamengo em uma Libertadores, vivia grande fase na carreira quando foi baleado na cabeça

Cabañas era um dos grandes destaques da seleção paraguaia quando foi baleado
reprodução / AP
Cabañas era um dos grandes destaques da seleção paraguaia quando foi baleado

Em janeiro de 2010, Salvador Cabañas vivia grande momento no América do México e era um dos destaques da seleção do Paraguai quando foi baleado na cabeça em um bar.

Leia também: Cabañas diz que daria um abraço no homem que atirou em sua cabeça

Oito anos depois, Cabañas revelou que havia acertado sua transferência para o Manchester United .

"Eu havia assinado um pré-contrato de 1,3 milhão de libras (cerca de R$7 milhões na cotação atual) por uma transferência para a Europa. Eles me disseram que o meu destino seria o Manchester United…O América dobrou o meu salário e me deu um apartamento em Acapulco e outro em Cancún para tentar me manter no clube”, disse o paraguaio.

O ex-jogador também abriu o jogo sobre a falta de apoio da federação paraguaia e do América nos momentos mais difíceis de sua vida.

"É triste. Eu era um ídolo no Paraguai, mas ninguém da Federação ou da minha equipe se apresentou para me ajudar. As pessoas comuns se lembram de mim, eu as respeito muito e é isso que faz você continuar. Isso é a vida, faz parte da carreira de um jogador".

Leia também: Ex-agente de Cabañas é preso no Paraguai

No Brasil, Cabañas ficou conhecido pela grande atuação que teve no Maracanã em 2008, quando o América venceu o Flamengo e eliminou os cariocas da Libertadores.

Atualmente, paraguaio convive com dificuldades financeiras e trabalha como padeiro na região de Assunção, capital do Paraguai.

Hoje em dia, Cabañas ganha a vida trabalhando como padeiro no Paraguai
Reprodução / AFP
Hoje em dia, Cabañas ganha a vida trabalhando como padeiro no Paraguai

Em sua carreira, o ex-atacante acumulou bons momentos pela seleção paraguaia, onde marcou 10 gols em 44 jogos e disputou a Copa do Mundo de 2006.

Leia também: Setembro Amarelo: Santos publica mensagens contra suicídio em suas redes sociais

Em 2007, Cabañas foi eleito o melhor jogador do América do Sul após ser o artilheiro da Taça Libertadores.


    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.