Tamanho do texto

Roberto Mancini pediu mais espaço aos garotos mais jovens nos clubes italianos e criticou as escolhas de alguns treinadores em suas equipes

Técnico da Itália convocou jogadores para a disputa da Liga das Nações
Reprodução / FIGC
Técnico da Itália convocou jogadores para a disputa da Liga das Nações

Roberto Mancini , técnico da Itália, lamentou nesta segunda-feira (3) a escassez de jogadores italianos nos clubes da Série A.

Leia também: Pirlo desiste de ser auxiliar técnico de Mancini na seleção da Itália

O técnico da Itália criticou a quantidade de estrangeiros atuando na principal divisão do país e afirmou que é um "problema" não ter tantos nativos em campo. Além disso, pediu para que jovens atletas tenham mais espaço nos clubes.

"Eu vi muitos jogos, mas não há muitos italianos o campo, é um problema. Precisamos que eles estejam jogando, especialmente os jovens, é preciso ser mais corajoso. Vamos esperar que com o tempo eles ganhem mais espaço", afirmou Mancini.

"Nunca vi tão poucos italianos em campo, é o momento mais baixo, mas muitas vezes os italianos no banco de reservas são melhores que os titulares", acrescentou, sem citar nomes.

Na última rodada da Série A, o Frosinone foi o clube que mais relacionou italianos para sua partida, com 17 atletas. Oito deles começaram como titulares, enquanto os outros nove foram reservas.

Leia também: Efeito Cristiano: Campeonato Italiano registra aumento de 16% em patrocínios

O Frosinone, 18º colocado no campeonato, foi seguido por Parma (15), Cagliari (14), Spal e Sassuolo (13 cada). O time que menos relacionou italianos foi o Napoli, que disputou a partida diante da Sampdoria com apenas quatro atletas nativos no elenco (Simone Verdi, Lorenzo Insigne, Sebastiano Luperto e Alessandro D'Andrea).

Por sua vez, a Roma foi o time que começou seu jogo com menos italianos entre os titulares, com somente um, o meio-campista Daniele De Rossi. Entretanto, o clube da capital tinha oito atletas naturais da Itália no banco de reservas.

Técnico da Itália convoca naturalizados

O técnico da Itália criticou a presença de muitos estrangeiros
reprodução / Twitter
O técnico da Itália criticou a presença de muitos estrangeiros

Visando a disputa da Liga das Nações, o novo campeonato de seleções da Uefa, Mancini convocou os jogadores que defenderão a Itália nas duas primeiras partidas da competição, contra Polônia e Portugal, nos dias 7 e 10 de setembro, respectivamente.

Na lista, o comandante da Azzurra chamou dois brasileiros naturalizados italianos, o meio-campista Jorginho e o lateral-esquerdo Emerson Palmieri. O atacante Pietro Pellegri, do Monaco, acabou cortado por lesão.

Confira a lista:

Goleiros: Alessio Cragno (Cagliari), Gianluigi Donnarumma (Milan), Mattia Perin (Juventus) e Salvatore Sirigu (Torino).

Defensores: Cristiano Biraghi (Fiorentina), Leonardo Bonucci (Juventus), Mattia Caldara (Milan), Giorgio Chiellini (Juventus), Domenico Criscito (Genoa), Emerson Palmieri (Chelsea), Manuel Lazzari (Spal), Alessio Romagnoli (Milan), Daniele Rugani (Juventus) e Davide Zappacosta (Chelsea).

Meias: Nicoló Barella (Cagliari), Marco Benassi (Fiorentina), Bryan Cristante (Roma), Roberto Gagliardini (Inter), Jorginho (Chelsea), Lorenzo Pellegrini (Roma) e Nicolo' Zaniolo (Roma).

Atacantes: Mario Balotelli (Nice), Andrea Belotti (Torino), Domenico Berardi (Sassuolo), Federico Bernardeschi (Juventus), Giacomo Bonaventura (Milan), Federico Chiesa (Fiorentina), Ciro Immobile (Lazio), Lorenzo Insigne (Napoli) e Simone Zaza (Torino).

Leia também: Clube da Série C do Campeonato Italiano é primeiro a ser comprado com bitcoin

O técnico da Itália explicou que convocou mais jogadores porque quer ver de perto aqueles que não jogam em seus times e afirmou que jovens sempre estarão presentes em suas convocações.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.