Tamanho do texto

Davide Capello defendeu as cores do Cagliari, tradicional time da Itália e estava em seu carro no momento da queda: "Parecia um filme"

O ex-goleiro italiano Davide Capello , que chegou a defender o Cagliari , clube que joga a primeira divisão da Itália , está entre os sobreviventes do desmoronamento parcial do Viaduto Morandi , em Gênova, que deixou pelo menos 35 mortos, 14 feridos, sendo cinco em estado grave, e dez desaparecidos.

Ex-goleiro do Cagliari, Davide Capello, sobreviveu à queda de ponte em Gênova
Reprodução
Ex-goleiro do Cagliari, Davide Capello, sobreviveu à queda de ponte em Gênova

Atualmente defendendo o Legino, time amador da sexta divisão, o italiano de 33 anos afirmou à ANSA que seu carro desmoronou de uma altura de 80 metros e ficou preso nos escombros. "Parecia que eu estava em um filme apocalíptico: escombros por toda parte, tudo desmoronou ao meu redor, uma devastação total", contou o ex-goleiro do Cagliari.

Capello, que passava pelo local no momento do incidente, conseguiu ser resgatado poucos minutos depois da queda da ponte. Ele foi levado a um hospital em Gênova com ferimentos leves.

Leia também: Veja seleções dos melhores jogadores brasileiros nas principais ligas da Europa

"Eu ia para Gênova e estava na ponte quando ouvi um barulho e logo em seguida tudo desabou. Fiquei preso ao asfalto em um ponto que, talvez devido à presença de pilares, me protegeu. Estou vivo por um milagre", finalizou o jogador.

O viaduto em que o goleiro estava era administrada pela empresa Autostrade e passava por obras de manutenção, por isso havia um guindaste instalado para auxiliar os trabalhos. Ele foi construído entre 1963 e 1967 e chegou a ser batizado de "Ponte do Brooklyn" pelas semelhanças com o famoso local na cidade de Nova York, nos Estados Unidos.

Leia também: Federação Italiana arquiva processo e mantém Chievo na primeira divisão

Carreira do ex-goleiro do Cagliari

O ex-goleiro do Cagliari em ação
Reprodução
O ex-goleiro do Cagliari em ação

O ex-goleiro do Cagliari começou a carreira justamente no clube que fica em Sardenha, na Itália. Ele passou por times menores como Belluno, Olbia, Nuorese, Alguero, Budoni e Savona. Nunca chegou a se firmar e então decidiu jogar em divisões menores.

Clique e baixe o 365Scores para ter resultados, dados, notícias, tempo real, vídeos e muito mais


    Leia tudo sobre: futebol