Tamanho do texto

O ex-jogador da Azzurra será comentarista de uma rede de televisão durante a Liga dos Campeões e foi pressionado a desistir do cargo

Pirlo desistiu de ser auxiliar técnico da Azzurra
Ansa
Pirlo desistiu de ser auxiliar técnico da Azzurra

Andrea Pirlo era cotado para ser auxiliar do treinador Roberto Mancini na seleção italiana, mas o ex-jogador não fará parte da comissão técnica da Azzurra, informaram hoje (9) à ANSA fontes próximas ao ex-meio-campista.

Leia também: Milan segue buscando seus ídolos do passado e Kaká pode retornar ao clube

A negociação com a seleção tetracampeã mundial não avançou por conta do contrato que Pirlo assinou com a rede de televisão "Sky". O ex-jogador será comentarista nas partidas da Liga dos Campeões na próxima temporada.

Nuova avventura.. in famiglia #sky @skysport

Uma publicação compartilhada por Andrea Pirlo Official (@andreapirlo21) em

Além disso, a pressão dos patrocinadores sobre o ex-jogador do Milan e da Juventus também foi providencial na decisão de Pirlo.

Leia também: Aos 40 anos, goleiro Buffon afirma que ainda está 'no topo' da carreira

O cargo de auxiliar técnico da renovada Azzurra será ocupado por Angelo Gregucci, assistente de Mancini na Fiorentina, Manchester City, Inter de Milão e no Zenit.

A carreira de Andrea Pirlo

Pirlo em campo pelo Milan, onde fez história
Getty Images
Pirlo em campo pelo Milan, onde fez história

Dono de um futebol cerebral e elegante, com movimentos e passes precisos, Pirlo foi um dos maiores jogadores italianos deste século e se destacou em suas passagens na Juventus e Milan. Além disso, foi campeão mundial com a Itália em 2006.

O meia, que começou sua carreira como atacante, foi revelado pelo Brescia em 1995, onde jogou até 1998 e chamou a atenção da Inter de Milão . Firmou contrato até 2001, mas nesse meio tempo jogou pelo Reggina e pelo Brecia novamente por empréstimo.

Em junho de 2001, contratado pelo Milan , Pirlo logo mostrou sua excelente técnica com passes precisos e cobranças de falta impecáveis, além de uma grande tranquilidade dentro de campo.

Na equipe Rossonera jogou por dez temporadas e conquistou diversos títulos: dois da Séria A, uma Copa da Itália, uma Supercopa Italiana, duas Liga dos Campeões, duas Supercopas Europeias e um Mundial de Clubes.

Depois de não ter seu contrato renovado, foi para outra grande equipe, a Juventus. Na Velha Senhora, ele virou peça-chave no esquema do técnico Antonio Conte e foi importante nas campanhas vitoriosas de quatro Italianos, duas Supercopas e uma Copa da Itália. Ele encerrou sua carreira no New York City.

Leia também: Mina e André Gomes acertam ida para o Everton; Barcelona anuncia novo camisa 7

Pirlo  também foi muito importante na seleção italiana. Ele jogou em todas as categorias de base e atuou pela principal de 2002 a 2015. Conquistou a Copa do Mundo de 2006, o Campeonato Europeu Sub-21 em 2000 e foi medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de

    Leia tudo sobre: Futebol