Tamanho do texto

Craque do clube francês e da seleção brasileira falou também sobre as muitas críticas pós-Copa: "Minhas costas são largas. Não tem problema criticarem"

Neymar participou, neste sábado, das finais de um torneio de futebol amador que reúne jovens do mundo todo, em seu Instituto, na Praia Grande, litoral de São Paulo, e, além de levar os torcedores presentes à loucura, falou com a imprensa - foi a segunda aparição pública do craque após a eliminação do Brasil na Copa do Mundo.

Leia também: Com Ronaldo, Vinicius Junior é apresentado no Real: “Nunca penso em fracassar"

Neymar ao lado das campeãs do torneio de futebol amador que aconteceu em seu Instituto
Divulgação
Neymar ao lado das campeãs do torneio de futebol amador que aconteceu em seu Instituto

Durante as várias entrevistas que concedeu, Neymar revelou que já conversou com as promessas Vinicius Junior e Rodrygo e desejou sorte aos dois. O primeiro foi apresentado como jogador do Real Madrid na última sexta e o segundo já está fechado com o clube espanhol, mas permanecerá no Santos até o meio de 2019.

"Falei sim, com os dois já. Fico muito contente e feliz por serem dois grandes talentos sendo descobertos no futebol brasileiro novamente. Desejo toda a sorte do mundo para ambos e espero que arrebentem... menos contra o Paris", disse o camisa 10 do PSG , rindo. "Que possam dar felicidade para a família deles primeiro e depois para a seleção brasileira, também", acrescentou.

Leia também: Neymar ironiza fama de cai-cai e cria o "desafio da falta" com crianças; assista

Neymar fala sobre as críticas

Neymar durante as finais do torneio
Divulgação
Neymar durante as finais do torneio "Neymar Jr's Five"

Como já havia acontecido na última quinta-feira, durante um leilão beneficente, em São Paulo, o atacante de 26 anos respondeu sobre as críticas que sofreu por grande parte da imprensa internacional após a Copa do Mundo abaixo do esperado. Ele garantiu que levou tudo numa boa e que "o mundo não acaba" após o Mundial.

"Vocês me acompanham a quanto tempo? É a primeira vez que me criticam? Então pronto. Estou acostumado. Não comecei ontem a jogar futebol. Depois que perde, as coisas caem nas minhas costas. Mas minhas costas são largas. Não tem problema me criticarem. Sei do potencial que tenho, do que posso fazer e tudo o que fiz até agora não está errado. Cheguei muito longe e estou feliz com tudo isso", ponderou.

Leia também: Neymar perde quase R$ 100 milhões em valor de mercado após Copa, aponta estudo

"Tenho um motivo triste para lamentar, que é um sonho que acabou e que está distante, só daqui a quatro anos. Mas o mundo não acaba. Tenho que seguir, tenho meu filho, não posso ficar triste pelo resto da vinha, porque não podemos viver assim. E tenho mais motivo para ser feliz do que triste. Então, minha vida vai seguir e vou voltar com tudo para Paris, fazer grande temporada", finalizou Neymar .

    Leia tudo sobre: futebol