Tamanho do texto

Atacante colombiano de 32 anos foi julgado e considerado culpado pela Justiça da Espanha, mas não será preso porque a pena é inferior a dois anos

Depois de Messi, Cristiano Ronaldo, Mascherano e outros jogadores, Falcao García, do Monaco , foi condenado pela Justiça da Espanha, nesta quarta-feira, a 16 meses de prisão e multa de nove milhões de euros (cerca de R$ 38 milhões) por fraude fiscal em 2012 e 2013, época em que defendia as cores do Atlético de Madri .

Leia também: Cristiano Ronaldo admite culpa e vai pagar R$ 61 milhões ao fisco espanhol

Falcao García é condenado a prisão e recebe multa milionária por fraude fiscal
Reprodução/Twitter
Falcao García é condenado a prisão e recebe multa milionária por fraude fiscal

As informações foram publicadas pelo jornal português Record . A pena que pede a prisão de Falcao García , porém, está suspensa, já que é inferior a dois anos, o que significa que ele cumprirá em liberdade.

O colombiano foi condenado pelo fisco espanhol foi deixar de declarar pouco mais de 882 mil euros (R$ 3,7 milhões) em 2012, e mais de 4,8 milhões de euros (R$ 20 milhões) em 2013, em busca de conseguir benefícios fiscais.

Leia também: Após saída de Sarri, Napoli fecha com Carlo Ancelotti por três temporadas

Histórico

O atacante, hoje com 32 anos, atuou na Espanha entre 2011 e 2013. Deixou o Atlético de Madri e passou pelo Monaco, Manchester United e Chelsea, mas sem sucesso esperado nos clubes ingleses. Em 2016, retornou ao clube francês e conquistou o campeonato nacional na temporada 2016/17. Ele começou a carreira no River Plate e jogou ainda no Porto.

Leia também: Cristiano Ronaldo sobre ter Neymar no Real Madrid: "Portas sempre abertas"

Falcao García ainda não sabe se seguirá na França na próxima temporada e, de acordo com a mídia europeia, recebeu propostas do futebol dos Estados Unidos. Ele foi convocado pelo técnico da seleção colombiana José Pékerman e disputará a Copa do Mundo deste ano.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas