Tamanho do texto

Segundo declarações do técnico Unai Emery, Neymar preferiu deixar a Espanha porque não queria ser coadjuvante de Messi

Messi foi o principal motivo da saída de Neymar do Barcelona, segundo o treinador do PSG
Reprodução
Messi foi o principal motivo da saída de Neymar do Barcelona, segundo o treinador do PSG

No meio do ano passado, a diretoria do PSG surpreendeu o mundo do futebol ao aceitar pagar a multa rescisória de 222 milhões de euros para contratar o atacante brasileiro Neymar, que estava no Barcelona .

Leia também: "O líder do PSG se chama Neymar", afirma treinador Unai Emery

O tempo passou, a temporada está no fim e Neymar nunca deixou muito claro quais foram os motivos que o fizeram mudar de ares na Europa.

Em entrevista à revista "The Tactical Room", o técnico Unai Emery disse porque o seu camisa 10 deixou o clube espanhol para se aventurar na França: "A razão? A presença de Lionel Messi no Barcelona", comentou o comandante, que vai deixar o PSG no meio do ano.

"O principal motivo que fez Neymar deixar o Barcelona é porque o jogo do time se direciona para Messi, e o brasileiro se via obrigado a trabalhar pelo argentino dentro de campo", completou Emery.

Leia também: Cristiano Ronaldo vai abrir um restaurante no Brasil com o nome da mãe

O técnico do PSG garantiu que uma das sua prioridades nesta temporada era deixar o craque da seleção brasileira à vontade.

"A primeira coisa que fiz esta temporada foi definir qual era a prioridade. E foi isso: tenho que fazer Neymar feliz. Isso é o que vem primeiro, tê-lo feliz, não importa como. Tive muitas discussões com ele sobre isso. Algumas não funcionaram, mas outras tiveram muito êxito. Em uma delas, falamos durante 45 minutos de coração aberto. Foi um momento gracioso. Ele me escutou, e pude convencê-lo de certas coisas", revelou.

Neymar é o líder

Neymar, astro do PSG
France Presse
Neymar, astro do PSG

Unai Emery comentou também sobre sua relação com o astro da equipe. Ele admitiu a dificuldade que é comandar um jogador como o brasileiro e ainda afirmou que o camisa 10 é o líder do time.

"Um dia, Jorge Valdano (treinador argentino) me disse a seguinte reflexão: 'No Barça, o líder é Messi; no Madrid, é Florentino Pérez; e no Atlético de Madrid, é Simeone'. Um jogador, um presidente e um treinador. Cada vez, um perfil de líder diferente. Sei quando sou a principal pessoa no grupo e quando não sou, é um processo que todo treinador deve viver e experenciar", afirmou Emery. 

Leia também: LeBron James fica ainda mais rico com classificação do Liverpool; entenda

"É algo que se aprende com tempo e experiência. Em cada clube, você deve saber qual o seu papel e o que você atribui ao resto do grupo. Minha opinião é que o líder do PSG se chama  Neymar ", completou.

Clique e baixe o 365Scores para ter resultados, dados, notícias, tempo real, vídeos e muito mais


    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.