Tamanho do texto

Atacante uruguaio afirmou que o atrito com o brasileiro aconteceu e após desentendimento, diretoria do Paris Saint-Germain tomou uma decisão

A polêmica entre Neymar e Cavani deu o que falar na imprensa mundial esportiva
Reprodução
A polêmica entre Neymar e Cavani deu o que falar na imprensa mundial esportiva

A polêmica entre Neymar e Cavani chegou a ganhar grande repercussão na mídia esportiva de todo o mundo, mas muitos afirmavam não se tratar apenas de um boato. No entanto, pelo visto, o atrito entre o uruguaio e o brasileiro foi algo real. Pelo menos é o que afirma o próprio camisa 9.

Leia também: Griezmann e Cavani viram alvo da Juventus para próxima temporada, diz jornal

Em uma entrevista ao canal RMC , Cavani relembrou o caso da cobrança de pênalti . "Sim, houve um problema com Neymar naquele momento por causa da penalidade, mas nós conversamos. Eu disse a ele que eu era o primeiro a querer que ele ganhasse honras pessoais, contanto que ele colocasse os objetivos do grupo à frente disso”, disse.

“Eu não sou uma estrela e se eu tiver colegas de equipe que possam ganhar recompensas pessoais, farei tudo que puder para ajudar, mas você sempre precisa definir as metas da equipe primeiro”, afirmou o uruguaio. "Em voz baixa, nós nos entendemos, e os líderes da equipe tomaram uma decisão. E eu respeitei essa decisão".

Sobre Neymar , por fim, Cavani comentou sobre a atitude da torcida, que vaiou o brasileiro.   “As vaias públicas não são boas para ele. Eu me coloquei no lugar dele, e não gostei, honestamente", completou.

Leia também: "Eu e Neymar não precisamos ser amigos, somos profissionais", diz Cavani

De saída do PSG?

Edinson Cavani chegou ao PSG em 2013
Divulgação
Edinson Cavani chegou ao PSG em 2013

A imprensa europeia tem afirmado que o uruguaio deixará o Paris Saint-Germain já na próxima janela de transferências. No entanto, o atacante desmentiu as notícias. "O relacionamento com este clube cresceu por um tempo, estou muito feliz com o PSG. Eu realmente quero alcançar as metas estabelecidas pelo clube, eu sonho de ganhar a Liga dos Campeões", disse.

Leia também: Cavani e Pastore se atrasam do retorno das férias e irritam treinador do PSG

“Não penso em sair, ao contrário do que algumas mídias publicaram. Sempre respeitei meus contratos, sou muito feliz aqui, tenho um contrato até 2020, quando fizer 31 anos. Acho que posso jogar duas ou três temporadas no nível mais alto e quero me concentrar nisso. Não sei como estarei em 2020. Estou feliz por estar no PSG ", finalizou Cavani .


    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.