Tamanho do texto

Revista afirmou que ausência de Andrés Iniesta no prêmio Bola de Ouro é a "mais dolorosa"; espanhol chegou a ficar na segunda e terceira colocação

Iniesta foi o terceiro colocado no Balon D'Or de 2012
Reprodução
Iniesta foi o terceiro colocado no Balon D'Or de 2012

Todos os anos, a revista France Football entrega o prêmio Bola de Ouro ao melhor jogador da temporada. Mas desta vez, pediu desculpas a Andrés Iniesta por nunca ter entregado-lhe o galardão. Com o título "Perdão, Iniesta", um editorial da publicação ressaltou a importância do jogador perante a parceria com Lionel Messi no Barcelona.

Leia também: Guardiola quer convencer Iniesta a jogar no Manchester City, diz jornal

"É o melhor distribuidor de bolas de todos os tempos. A maior parte de seus contemporâneos complicam vida, mas ele impressiona há 15 dias, simplifica tudo o que faz. O talento de Iniesta é criar o jogo para os outros. Sem ele, Messi teria se fatigado muito mais rápido no Barcelona", escreveu o diretor de redação da France Football , Pascal Ferré.

"O Sr. Iniesta demonstrou que é o cérebro e, sem dúvida, o músculo essencial dos campeões fora de série. Seu talento é inventar. Um altruísmo que certamente o privou de um reconhecimento ainda mais majestoso, como foi no Bola de Ouro , que deixou escapar em 2010 (segundo lugar) e 2012 (terceiro). Entre as grandes ausências dos Bola de Ouro, a dele é a mais dolorosa. A menos que uma grande atuação na Rússia permita reparar essa anomalia democrática", completou.

Leia também: "Iniesta disse que jogadores não saem do armário", revela ex-árbitro homossexual

Contrato vitalício com o Barcelona

Iniesta assina contrato vitalício inédito com Barcelona
Reprodução
Iniesta assina contrato vitalício inédito com Barcelona

Em outubro de 2017, Andrés Iniesta assinou um contrato vitalício com o Barcelona. De acordo com o presidente do Barça, Josep Maria Bartomeu, trata-se de um contrato inédito na história do clube. "Em 118 anos de história, é a primeira vez que o Barcelona faz um contrato vitalício com um jogador. Um contrato que premia um jogador especial. Andrés Iniesta faz parte desta era que começou em 2003, com muitos sucessos. Essa era ganhadora deve continuar e, por isso, assinamos esse acordo", explicou o dirigente.

Leia também: Veja lista de craques que devem disputar sua última Copa do Mundo na Rússia

Já o jogador comemorou o feito, já que chegou ao clube da Catalunha quando tinha 12 anos de idade. "Hoje é um dia muito especial para mim porque continuo em casa. Poder continuar a sonhar e conseguir coisas importantes para este clube, meu clube. A minha intenção é estar aqui o máximo de tempo possível. Tomara que eu fique por muito tempo", disse Iniesta .

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.