Tamanho do texto

Treinador francês vai deixar o clube ao final desta temporada depois de assumir em 1996, conquistando 10 títulos no total

Arsene Wenger vai deixar o Arsenal após 22 anos no comando do time
Matthew Lewis/Getty Images
Arsene Wenger vai deixar o Arsenal após 22 anos no comando do time

Uma das mais longas parcerias da história do futebol vai terminar no meio deste ano. O Arsenal confirmou que o técnico francês Arsene Wenger deixará a equipe ao final desta temporada após 22 anos no cargo.

Leia também: Ídolo do Arsenal pode ser o treinador do clube após era Wenger

Nas redes sociais, o Arsenal postou a mensagem em francês "Merci Arsene" (Obrigado, Arsene). "Depois de considerar e discutir com o clube, senti que é o momento justo para sair no final desta temporada", explicou o treinador.

"Quero agradecer à equipe técnica, aos jogadores e aos diretores que fazem deste clube tão especial. Eu peço aos torcedores que continuem apoiando o time para terminar esta temporada na melhor posição possível", completou o comandante.

O clube londrino ocupa atualmente a sexta colocação do Campeonato Inglês, sem chances de conquistar uma vaga na Champions pela competição nacional. O time, porém, está na semifinal da Liga Europa e ainda busca esse título.

Leia também: Jogadores do Barça culparam treinador após derrota para a Roma, diz jornal

Até o momento, Arsene Wenger tem 823 jogos oficiais pelo Arsenal, com 473 vitórias, 151 derrotas e 1549 gols marcados.

A saída do técnico era um tema recorrente nas últimas temporadas, por conta da estagnação nos resultados do clube londrino. Ele chegou ao Arsenal em setembro de 1996 e conquistou, nesses 22 anos, três títulos do Campeonato Inglês e sete da Copa da Inglaterra.

Quem deve assumir o Arsenal?

Arsene Wenger
Getty Images/Clive Rose
Arsene Wenger

Leia também: Bruno Henrique, do Palmeiras, é suspenso por um ano pela Federação Italiana

Entre a lista de possíveis substitutos de Wenger, o nome que aparece com mais força é o do ex-jogador Patrick Viera, que fez história com a camisa do Arsenal e também é francês. "Ele tem o potencial para assumir meu trabalho um dia", disse Wenger sobre o atual treinador do New York FC, dos Estados Unidos.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas