Tamanho do texto

Independiente denunciou uma série de abusos sofridos pelos seus jogadores da base, da categoria sub-17

Independiente se assolou em um escândalo de prostituição infantil com jogadores da sua base
Site oficial
Independiente se assolou em um escândalo de prostituição infantil com jogadores da sua base

O Independiente , atual campeão da Copa Sul-Americana, maior campeão da Libertadores e um dos mais tradicionais times do futebol argentino, ganhou as manchetes dos jornais locais por conta de um escândalo de prostituição de menores dentro do clube.

Leia também: Campeão mundial com a Argentina em 1978 morre vítima de câncer

O clube de Avellaneda fez uma queixa depois de saber que alguns dos garotos nascidos até 2001, que hoje seria a categoria sub-17, foram colocados em uma rede de prostituição nos últimos quatro meses. O suspeito de organizar tudo isso é um jogador de 19 anos do próprio Independuente.

"Um dos jovens atletas comentou a situação, falou com o coordenador do alojamento e dos juvenis. Rapidamente, tomamos a decisão, diante da existência de um delito, de realizar a denúncia", revelou o vice-presidente Carlos Montana. "Isto aconteceu fora da instalçao do Independiente, onde convivem diariamente 53 garotos", completou o dirigente.

Leia também: Ibrahimovic é liberado pelo Manchester United e vai jogar nos Estados Unidos

O esquema foi descoberto quando um dos jogadores do time sub-16 contou tudo a um dos psicólogos do clube. Fernando Berón, coordenador do heptacampeão da Libertadores, apresentou a queixa na UFI (Unidade Fiscal de Investigação) de Avellaneda.

Na imprensa

O caso ganhou grande repercussão após ser divulgado no programa "No Todo Pasa", que contou alguns dos detalhes sórdidos do esquema. Segundo a apuração da reportagem, cinco meninos estavam na rede de abuso infantil: eles cobravam dinheiro, cerca de R$ 160, para se prostituírem com homens mais velhos. Além disso, um árbitro de futebol de base também aparece envolvido como cliente.

Leia também: Aposentado das pistas, Usain Bolt é anunciado pelo Borussia Dortmund

A princípio, os dirigentes do clube argentino não sabiam do esquema de prostituição de seus jogadores da base. Em nota oficial, o Independiente confirmou o caso e se colocou à disposição da Justiça.

"Na esteira dos fatos que já são de conhecimento público, o Club Atlético Independiente quer comunicar que fez a correspondente denúncia de prostituição e colocou todos os elementos que estão a sua disposição e ao pessoal vinculado à área para que a Justiça atue em consequência. Obviamente, lamentamos este tipo de ação que envolvam a instituição em temas tão delicados e iremos até as últimas consequências para resolvê-lo".

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.