Tamanho do texto

Aos 30 anos e em alto nível, Lionel Messi ainda não pensa em parar, mas já abre a possibilidade de vestir a camisa de uma equipe argentina

Em mais uma temporada jogando em alto nível e com a grande possibilidade de ser o melhor jogador do mundo mais uma vez, Lionel Messi tentará, na Copa do Mundo da Rússia, acabar com o jejum de títulos da seleção argentina, que não conquista nada desde 1993, quando foi campeã da Copa América.

Leia também: Messi deixa o dele, Barcelona vence Athletic Bilbao e segue invicto no Espanhol

Vice em 2014, Lionel Messi ambiciona a Copa de 2018 e revela que pode encerrar a carreira em clube argentino
Reprodução/Twitter/ChampionsLeague
Vice em 2014, Lionel Messi ambiciona a Copa de 2018 e revela que pode encerrar a carreira em clube argentino

E mesmo com títulos em todos os campeonatos que disputou com o Barcelona nos últimos anos e a possibilidade de conquistar o Espanhol e a Liga dos Campeões nesta temporada, Messi revelou que a motivação para ser vencedor na Rússia está alta, ainda mais após o vice na Copa de 2014, quando sua seleção perdeu para a Alemanha na prorrogação.

“Estar na final e levantar a taça da Copa do Mundo é algo que desejo. Cada dia essa ambição é mais forte, mas sabemos que é muito difícil ganhar um Mundial. Em 2014 ficamos muito perto e foi doloroso”, afirmou o camisa 10, em entrevista ao canal argentino America TV .

Leia também: Neymar teria pedido aumento em visita do presidente do PSG no Rio de Janeiro

“Eu vejo muitas pessoas que desejam uma boa Copa para mim e a verdade é que isso é impressionante. Mas eu tento viver o dia-a-dia e não queimar etapas até junho”, acrescentou o craque, que revelou o sentimento de todo o grupo por ter chegado em três finais - Copa do Mundo e duas vezes Copa América - e não ter levantado nenhum caneco.

“Parece que ter chegado em três finais não serve de nada. É um pouco do que sente toda essa geração que vem jogando nos últimos tempos. Obviamente, dependemos dos resultados, lamentavelmente. Esse é o pensamento de todo esse grupo que chegou a três finais, que não pudemos ganhar. Pensamos que, se não formos campeões, virá muito mais disso. Por isso, creio que essa é a mensagem dessa geração de jogadores pelo que sentem, o que nos fizeram sentir”, desabafou o camisa 10.

Jogar por outro clube

O contrato com o Barcelona vai até junho de 2021 e foi renovado no fim do ano passado, mas a permanência no clube catalão sempre é questionada. Sabe-se que o craque nunca jogou em outra equipe desde que se tornou profissional, já que foi formado em La Masia, mas ele abriu a possibilidade de encerrar a carreira em outro time, o Newell's Old Boys, da Argentina, justamente onde ele deu seus primeiros passos no futebol.

Leia também: Messi quebra marca pessoal, chega ao 100º gol na Champions e Barça se classifica

“Não sei onde vou encerrar minha carreira e ainda nem penso sobre isso, nem imagino. Todos dizem que é um momento muito difícil e deve ser mesmo. Não sei onde vou estar, se no Barcelona ou no Newell's”, finalizou Messi.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.