Neymar chegou ao Paris Saint-Germain em agosto e desde então, em 24 partidas, ele balançou as redes 26 vezes e ainda deu 14 assistências. Na Europa, nenhum jogador esteve mais envolvido em gols do que o camisa 10. Em entrevista à PSG TV , porém, o craque brasileiro garantiu que não acreditava que o início de sua passagem pelo clube seria tão triunfante.

Leia também: Confira as maiores contratações dos clubes da Europa na janela de inverno

undefined
REPRODUÇÃO/PSG
Neymar ajudou o PSG a se classificar para a quinta final consecutiva da Copa da Liga Francesa

"Não, eu não esperava essas estatísticas no meu início pelo Paris. Mas estou aqui para ajudar o time, meus companheiros de equipe e tentar fazer o melhor todos os dias e em todos os jogos. Isso é o mais importante", afirmou Neymar . "É a primeira vez (que marca tantos gols em pouco tempo), mas eu quero fazer mais. Marcar mais gols, jogar melhor, espero que continue assim. Este é apenas o começo!", acrescentou.

Apesar de muitos terem dito que o atacante foi para o PSG para sair da sombra de Messi e, finalmente, conseguir o título de melhor jogador do mundo e protagonista, ele nega e diz que seu desejo é somente ajudar o time.

Leia também: Neymar entra na Justiça e cobra R$ 118 milhões do Barcelona, diz jornal

"Não, não tenho o objetivo de ser o jogador da equipe, o cara que faz o máximo de passes ou quem mais marca. Eu jogo o meu futebol, faço o que sei, tento criar o jogo, marcar gols e dar assistências. Eu vim para isso. Com Cavani, Mbappé ou Di María, podemos contar com vários jogadores decisivos. Eles também atuam com o desejo de criar oportunidades, marcar e ganhar partidas", afirmou e opinou também sobre ter sido eleito o melhor jogador do Campeonato Francês em dezembro.

"Estou feliz, mas o futebol não é um esporte individual, então meus companheiros de equipe também merecem essa distinção, porque sem eles eu não teria conseguido isso. Gostaria de agradecer a todos por sua participação, mas também por seu compromisso em campo. Estou muito feliz com isso", ponderou.

Força do ataque parisiense

"Ela vem da qualidade dos jogadores, o talento de todos em campo. Nossa equipe não depende apenas de seus três atacantes. A bola deve vir da melhor forma para marcar os gols. Se não houvesse os meio-campistas e os defensores para fazer isso, seria impossível".

Leia também: Neymar deixa adversário no vácuo, é criticado e rebate: "Futebol está chato"

Troféu Samba de Ouro

"É uma grande honra, estou muito feliz, especialmente porque há muitos jogadores brasileiros de qualidade na Europa. É uma honra para mim receber mais uma vez esse troféu e continuarei trabalhando duro para ajudar meus colegas de equipe", finalizou Neymar.

    Leia tudo sobre: futebol

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários