Tamanho do texto

Ex-atacante quer utilizar sua imagem para expandir a marca da equipe onde é ídolo: "Tenho prioridades como investir e promover a Roma no mundo"

O ex-jogador e agora dirigente da Roma , Francesco Totti, comentou nesta quinta-feira, em uma entrevista em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, que não dará sequência na carreira de treinador.

Leia também: Jogador do Liverpool é acusado de agressão pela polícia britânica

Fracesco Totti chegou a fazer curso de treinador, mas decidiu fazer outra coisa pela Roma
Ansa
Fracesco Totti chegou a fazer curso de treinador, mas decidiu fazer outra coisa pela Roma

De acordo com o ídolo gialorosso, no momento, ele está pensado em "fazer outra coisa" no meio futebolístico. "Até o ano passado eu estava pensando apenas em jogar, agora, tenho outras prioridades como investir e promover a Roma em todo o mundo", revelou  Totti .

"Quase todos os meus antigos colegas quando terminaram a carreira de jogador, imediatamente viraram treinador, já era um pensamento que eles tinham em mente. Penso em fazer outra coisa agora", acrescentou.

Leia também: Adriano fala em "reconstruir" a carreira e admite conversa com o Flamengo

Pouco depois de encerrar a carreira de jogador, Totti começou um curso de treinador da Uefa , mas após  duas semanas de aula resolveu abandonar o curso, dando lugar ao seu ex-companheiro de equipe Simone Perrotta.

Carreira

Maior ídolo da história da Roma, Francesco Totti vestiu a camisa giallorossa durante mais de 24 anos e liderou o time na conquista do Campeonato Italiano em 2001, o último levantado pelo clube da capital. O ex-meia-atacante atuou em mais de 780 partidas e marcou 307 gols pela equipe. Ele também foi campeão do mundo com a Itália em 2006.

Clique e baixe o 365Scores para ter resultados, dados, notícias, tempo real, vídeos e muito mais


    Leia tudo sobre: futebol