Tamanho do texto

Atacante que brilhou na década de 90 conseguiu ser eleito como presidente do país do oeste africano

George Weah foi eleito presidente da Libéria
Twitter/Reprodução
George Weah foi eleito presidente da Libéria

O ex-jogador George Weah, atualmente com 51 anos de idade, fez história nesta quarta-feira ao ser eleito presidente da Libéria , país do oeste da África. Escolhido como melhor jogador do mundo pela Fifa em 1995, ele ganhou o segundo turno do pleito contra o atual vice-presidente, Joseph Boakai, ao conseguir ganhar em 12 dos 15 condados.

Leia também: Cristiano Ronaldo ironiza pedido de prisão do fisco e afirma que já está preso

George Weah já havia garantido a maioria dos votos no primeiro turno das eleições liberianas com 38,4% da preferência, pouco mais de 596 mil do total, e sua vitória era iminente.

O liberiano George Weah em ação nos gramados
Getty Images
O liberiano George Weah em ação nos gramados

"É com uma emoção profunda que eu quero agradecer a vocês, povo liberiano, por me honrarem com seus votos hoje. É uma grande esperança", disse o ex-atacante em sua conta oficial do Twitter assim que o resultado foi divulgado. 

Leia também: 11 brasileiros estão entre os 100 melhores jogadores do mundo de 2017

Weah se aposentou do futebol profissional em 2003 e, dois anos depois de pendurar as chuteiras, havia tentado ser presidente em seu país. Naquela ocasião, ele perdeu para Ellen Johnson Sirleaf, a primeira mulher chefe de Estado da história do continente africano. Em 2014, o ex-jogador se candidatou ao Senado e conseguiu ser eleito.

Carreira de sucesso

Revelado para o futebol em 1985 vestindo a camisa do Mighty Barrolle, da Libéria, Weah passou por Invincible Eleven (Libéria), Africa Sports (Costa do Marfim) e Tonnerre Yaoundé (Camarões) até chegar à Europa em 1988, quando foi contratado pelo Monaco, da França. Depois, ele também jogou no PSG por três anos.

George Weah com a Bola de Ouro de melhor jogador do mundo de 1995
Divulgação
George Weah com a Bola de Ouro de melhor jogador do mundo de 1995

Leia também: Treinador da seleção argentina é parado em blitz e xinga policial; assista vídeo

George Weah desembarcou no Milan em 1995, mesmo ano em que foi eleito pela Fifa o melhor jogador do mundo. O centroavante de 1,85 metro de altura ficou até 2000 no clube de Milão e depois ainda atuou sem grande sucesso por outras equipes europeias, como Chelsea, Manchester City e Olympique de Marselha. Se aposentou em 2003 no Al-Jazira, dos Emirados Árabes Unidos.

    Leia tudo sobre: Futebol