Tamanho do texto

Se for punido, Barcelona pode ficar duas janelas de transferências sem inscrever novos atletas. Veja casos semelhantes e suas respectivas punições

Não é novidade que o Barcelona quer investir pesado na próxima janela de transferências, em janeiro, para reforçar seu elenco na briga por títulos. Um dos alvos do time catalão é o atacante Antoine Griezmann , do Atlético de Madri . Entretanto, o time da capital espanhola já entrou com um processo na FIFA contra o rival. 

Griezmann comemorando gol pelo Atletico de Madrid contra o Valencia
Reprodução/Twitter/Atleti
Griezmann comemorando gol pelo Atletico de Madrid contra o Valencia

Leia também: Gabriel Jesus aceita nova proposta do City e vai receber R$ 441 mil por semana

Na denúncia, o Atlético de Madri pede para que o orgão máximo do futebol investigue como o Barcelona está conduzindo o processo de transferência, já que dirigentes do time catalão admitiram o contato direto com Grizmann e seus familiares e representantes. Esse comportamento vai de encontro com o artigo 18.3 do regulamento da FIFA, que fala sobre o processo de negociação e transferência de atletas.

Este artigo revela que "é necessário que o clube, com objetivo de contatar qualquer atleta com vínculo contate, primeiramente, o atual clube do jogador comunicando a intenção por escrito. Assim, pode iniciar negociações".

Leia também: Atacante ex-Fla e Inter é o brasileiro que mais marcou gols no mundo em 2017

Antoine Griezmann durante prêmio da Fifa
Divulgação
Antoine Griezmann durante prêmio da Fifa

Segundo um porta-voz do Atlético de Madri em declaração ao jornal Mundo Deportivo : “O clube denunciou o FC Barcelona pelos repetidos contatos com Griezmann e seus representantes, ao que nos consta. Ele é um atleta com contrato em vigor junto ao Atlético, por sinal, por um grande período”, revelou.

Outros times europeus já sofreram punições em casos semelhantes ao de Griezmann. Se a pena for igual aos outros clubes, o Barcelona pode ficar até duas janelas sem poder inscrever jogadores. Chelsea e Roma  já foram condenados.

Leia também: Gabriel Jesus relembra partida em que ameaçaram quebrar suas pernas na várzea

O Chelsea foi punido em 2009, quando ficou duas janelas de transferências sem poder inscrever jogadores devido ao aliciamento do atacante Gael Kakuta, quando ele tinha apenas 17 anos. Os Blues entraram com recurso futuro e conseguiram reduzir a pena para apenas uma janela.

Já a Roma foi condenada pela contratação do zagueiro Philippe Mexès, que defendia o Auxerre, da França. Os italianos tiveram a mesma punição do clube inglês, mas não reduziram a pena posteriormente. 

Barcelona já sofreu punição

O Barcelona já sofreu punição semelhante em 2015, quando ficou duas janelas de transferências sem poder inscrever novos jogadores. Entretanto, era outro caso. O clube foi punido por irregularidades na contratação de jovens menores de 18 anos. Na época, continuou contratando atletas, como o turco Arda Turan, mas não pode inscrever os atletas nas competições que disputava.

    Leia tudo sobre: Futebol