Tamanho do texto

"Las Boquitas" não vão mais animar os torcedores do time argentino nos jogos disputados na Bombonera

As tradicionais cheerleaders do Bocas Juniors, conhecidas como
Divulgação
As tradicionais cheerleaders do Bocas Juniors, conhecidas como "La Boquitas"

O Boca Juniors decidiu tomar uma atitude drástica e extinguiu dos seus jogos na Bombonera as belas e famosas " Las Boquitas ", cheerleaders que animam os torcedores antes, durante e depois das partidas.

Leia também: Lutar MMA usando apenas lingerie? Elas fazem isso! Confira as imagens

As tradicionais cheerleaders do Bocas Juniors, conhecidas como
Divulgação
As tradicionais cheerleaders do Bocas Juniors, conhecidas como "La Boquitas"

O argumento que o Boca Juniors utilizou para dispensar os serviços das moças é polêmico: evitar a reificação do gênero feminino - em outras palavras, o clube argentino não quer que as mulheres sejam personificadas e vistas como objeto de desejo sexual dos homens que vão ao estádio.

Leia também: Torcedor do Boca fica entalado na parede ao tentar invadir setor da Bombonera

As tradicionais cheerleaders do Bocas Juniors, conhecidas como
Divulgação
As tradicionais cheerleaders do Bocas Juniors, conhecidas como "La Boquitas"

A decisão da diretoria atinge apenas as cheerleaders que atuam no futebol. As animadoras de torcida de basquete e futsal, por exemplo, seguem contratadas pelo clube até, pelo menos, fevereiro do ano que vem, quando tê, contrato vigente. A tendência é que elas também sejam extintas dessas modalidades.

As tradicionais cheerleaders do Bocas Juniors, conhecidas como
Divulgação
As tradicionais cheerleaders do Bocas Juniors, conhecidas como "La Boquitas"

Rocío Martín, diretora de coreografias do Boca, confirmou o fim das atividades no futebol em sua conta no Twitter e depois falou com a imprensa argentina: "Não vamos ficar em mais nenhum esporte, é lamentável que tenhamos que encerrar nosso ciclo por aqui", disse Rocío.

Leia também: Modelo paga promessa e faz tatuagem após classificação da Argentina; confira

As tradicionais cheerleaders do Bocas Juniors, conhecidas como
Divulgação
As tradicionais cheerleaders do Bocas Juniors, conhecidas como "La Boquitas"

Campanha contra violência

O Boca apoia publicamente a campanha "Ni Una Menos", que visa acabar com a violência contra a mulher na Argentina. E como parte disso, o clube decidiu rescindir o contrato com "Las Boquitas", que se mostraram desoladas em declarações nas redes sociais. 

"Estamos muito tristes com essa decisão, embora continuemos a apoiar a equipe em jogos de basquete e futsal até o ano que vem. Mas não é a mesma coisa", disse Belu Navarrete, uma das cheerleaders que vai deixar o Boca Juniors. "Estou desapontada e desiludida", finalizou.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.