Tamanho do texto

Atacante brasileiro não estaria satisfeito com a vida na capital francesa dentro e nem fora de campo

Neymar não teria ficado satisfeito com a troca para o Paris Saint-Germain
Reprodução / Reuters
Neymar não teria ficado satisfeito com a troca para o Paris Saint-Germain

Deixar o Barcelona para ir ao Paris Saint-Germain fez com que Neymar se tornasse a transição mais cara da história do futebol mundial. Foram 222 milhões de euros gastos pelo clube francês para trazer o brasileiro à terra dos croissants e apesar da quantia, o jogador estaria arrependido de ter aceitado a proposta. Isso porquê, o atacante não está satisfeito com a nova vida na capital da França.

LEIA TAMBÉM: Entre amigos! De folga, Neymar visita Barcelona e posta foto com Messi e Suárez

De acordo com a emissora espanhola Betevé , Neymar teria confessado a alguns amigos próximos que a mudança para o PSG foi um erro. Além de preferir a cidade da Catalunha para residir, os problemas profissionais no clube não param de aparecer. Como se não bastasse a briga com o uruguaio Edinson Cavani, o brasileiro também não se daria muito bem com o treinador espanhol Unai Emery.

Segundo a publicação, o camisa 10 discorda de alguns métodos de treino do técnico espanhol, que são menos práticos e mais teóricos. Apesar ainda de possuir a companhia de outros vários brasileiros e amigos como Daniel Alves, Marquinhos, Thiago Silva, a vida em Paris "não está sendo o que ele esperava".

A amizade com os compatriotas ajuda bastante, no entanto, o relacionamento do ex-Barça com os veteranos da equipe não é nada boa. Recém chegado, os privilégios de Neymar aumentam os conflitos e tensões dentro da equipe.

LEIA TAMBÉM: Grupo pró-Estado Islâmico usa Messi e Neymar em nova ameaça à Copa de 2018

Regalias do camisa 10

De acordo com o jornal francês  Le Parisien  , uma das vantagens de Neymar é notada durante as viagens do time do treinador Unai Emery. Enquanto todos os jogadores da equipe precisam utilizar malas com o distintivo do clube, o brasileiro pode usar sua própria mala, da marca que o patrocina.

Além disso, diferente dos demais companheiros, o ex-Barcelona possui atendimento exclusivo de dois fisioterapeutas em todas as partidas do PSG , que atendem somente o camisa 10. Ainda segundo a publicação, um outro ponto que vem irritando os atletas do time de Paris acontece durante os treinos.

LEIA TAMBÉM: "Neymar se dedica a irritar os rivais. É insuportável", dispara campeão mundial

Nas preparações da equipe, todos estão expressamente proibidos de dar entradas muito agressivas em Neymar para que assim, evitem lesões desnecessárias. Por fim, outra vantagem do atacante brasileiro: ele está permitido em não colaborar nas tarefas defensivas durante as partidas do  Paris Saint-Germain .


    Leia tudo sobre: futebol