Tamanho do texto

Ídolo argentino foi o responsável por anunciar o vencedor do prêmio de melhor jogador do mundo e brincou com o fato de Messi não ter ganho

Cristiano Ronaldo foi o vencedor do prêmio "The Best" , entregue pela Fifa , nesta segunda-feira, ao melhor jogador do mundo de 2017 e Diego Maradona, ao lado de Ronaldo Fenômeno, foi o responsável por entregar o prêmio ao craque português, que igualou Lionel Messi em número de conquistas, com cinco. O ídolo argentino, no entanto, desabafou após sua participação na cerimônia em Londres.

Leia também: Cristiano Ronaldo conquista prêmio de melhor do mundo da Fifa pela quinta vez

Maradona e Ronaldo entregaram o prêmio
Divulgação/Fifa
Maradona e Ronaldo entregaram o prêmio "The Best" a Cristiano Ronaldo

"Doeu na alma entregar o prêmio a Cristiano Ronaldo e não poder dá-lo a Messi", revelou Maradona , em entrevista à emissora argentina TyC Sport , e também não escondeu o carinho pelo compatriota quando o encontro durante o evento da Fifa. "O encontro com Messi foi fantástico. Conversamos com o mesmo carinho e amor de sempre. Ele ainda tem muito a dar", continuou.

Premiação

Cristiano Ronaldo foi o vencedor do prêmio "The Best" dado aos homens com 43,16% dos votos. Ele deixou para trás o argentino Lionel Messi, que foi preferido por 19,25%, e o brasileiro Neymar, que recebeu 6,97%, em um total de 24 candidatos. Apesar da posição, o atacante do Paris Saint-Germain recebeu menos votos do que em 2015, quando foi terceiro e teve 7,86%.

Assim como no ano passado, votaram técnicos e capitães das seleções masculinas filiadas à Fifa, um jornalista de cada país representado na entidade e por torcedores do mundo todo que se registraram no site da federação. O peso para cada um dos quatro grupos foi igual na eleição: 25%.

Leia também: Fifa pode mudar regra e permitir que jogadores defendam mais de uma seleção

As mulheres também foram premiadas e a holandesa Lieke Martens foi eleita a melhor jogadora de 2017. A melhor técnica foi Sarina Wiegman, que comanda a seleção holandesa. Juntas, elas conquistaram a Europa neste ano. Entre os homens, o melhor técnico foi Zinedine Zidane, do Real Madrid, que ganhou tudo na última temporada.

O italiano da Juventus Gianluigi Buffon foi eleito o melhor goleiro do ano. Ele compôs, ainda, a equipe ideal, formada por: Daniel Alves, Leonardo Bonucci, Sergio Ramos e Marcelo; Luka Modric, Toni Kroos e Iniesta; Neymar, Lionel Messi e Cristiano Ronaldo.

O vencedor do prêmio Puskás, de gol mais bonito, foi o francês Olivier Giroud, pelo gol escorpião marcado com o Arsenal contra o Crystal Palace. A melhor torcida foi a do Celtic, pelo espetáculo apresentado na partida diante do Hearts. Na ocasião, os escoceses fizeram um lindo mosaico em homenagem ao título europeu da equipe. Francis Koné, do Slovacko, da República Tcheca, recebeu o prêmio Fair Play.

Leia também: Após tensão política, Real Madrid vai reforçar segurança em ida à Catalunha

Além de Maradona e Ronaldo, outras celebridades participaram do evento, como Diego Forlán, a atriz Catherine Zeta Jones, Roberto Carlos, Ruud Gullit, o ator Patrick Stewart, conhecido pelo personagem Professor Xavier, nos filmes X-Men.

    Leia tudo sobre: futebol