Tamanho do texto

Adeptos da "curva sul" espalharam adesivos e folhetos antissemitas no Estádio Olímpico, durante partida diante do Cagliari pelo Camp. Italiano

Adesivos antissemitas com imagem de Anne Frank, alemã de origem judaica, foram espalhados pelo estádio olímpico
Reprodução
Adesivos antissemitas com imagem de Anne Frank, alemã de origem judaica, foram espalhados pelo estádio olímpico

Os adesivos e folhetos antissemitas espalhados pelos torcedores da "curva sul" da Lazio no Estádio Olímpico neste último domingo (22) continuam gerando polêmica na Itália. Os folhetos continham imagens de Anne Frank com a camisa da Roma, principal rival e frases antissemitas.

LEIA TAMBÉM: Brasil pode ser uma das sedes da Copa do Mundo de 2030; entenda

A repercussão da atitude dos torcedores da Lazio chegou até o presidente do país, Sergio Mattarella, que condenou a ação. "Usar a imagem de Anne Frank como sinal de insulto e ameaça, além de ser desumano, é alarmante para nosso país, que foi infectado há 80 anos pela crueldade obtusa do antissemitismo", disse.

Paolo Gentiloni, primeiro-ministro italiano, também criticou a atitude dos adeptos da "curva sul". "Há algumas coisas incríveis que ainda continuam acontecendo, como por exemplo, um grupo de torcedores de um clube de futebol que pensa que a história e a imagem de Anne Frank é brincadeira", declarou.

LEIA TAMBÉM: Ex-atleta revela assédio sexual por jogadores "bem conhecidos" da seleção sueca

O clube

Torcedores da Lazio fizeram saudação nazista em duelo contra o Nice pela Liga Europa
Reprodução
Torcedores da Lazio fizeram saudação nazista em duelo contra o Nice pela Liga Europa

Ao lado de dois jogadores brasileiros Wallace e Felipe Anderson, o presidente da Lazio, Claudio Lotito visitou uma sinagoga em Roma. O dirigente condenou a atitude dos torcedores e disse que vai criar nas escolas da cidade uma campanha para poder combater o antissemitismo .

Além disso, nesta próxima quarta-feira (25) na partida contra o Bologna pela décima rodada do Campeonato Italiano, os jogadores vão usar uma camisa em memória a Anne Frank durante o aquecimento. Outros clubes do país fizeram homenagens para a adolescente morta em 1945 e publicaram nas redes sociais fotos dela vestindo a própria camisa da equipe.

LEIA TAMBÉM: Fifa pode mudar regra e permitir que jogadores defendam mais de uma seleção

A Procuradoria de Roma já confirmou que vai abrir um processo para poder identificar os responsáveis pela ação. Vale ressaltar que o incidente aconteceu 20 dias após a torcida da Lazio ser punida por cânticos racistas contra atletas negros do Sassuolo durante uma partida válida pela 7ª rodada do Campeonato Italiano .

    Leia tudo sobre: futebol