Galvão Bueno
redacao@odia.com.br (O Dia)
Galvão Bueno

O narrador Galvão Bueno publicou um vídeo após a eliminação da seleção brasileira na Copa do Mundo do Qatar criticando as decisões do técnico Tite e da  equipe brasileira durante o  jogo contra a seleção da Croácia nesta sexta-feira (10). Além disso, o narrador também rejeitou o título de “pé-frio” direcionado a ele por alguns internautas e relembrou sua narração nos últimos dois títulos conquistados pela seleção na Copa de 1994 e 2002.

A seleção brasileira deu adeus ao hexacampeonato ao perder para a equipe crota nos pênaltis por 4 a 2 no jogo válido pelas quartas de final da Copa do Mundo.

De acordo com o narrador, a equipe brasileira não fez uma “grande” participação no campeonato e repetiu os resultados de 2018. Para Galvão, o jogo contra os croatas poderia ter sido ganho, no entanto, as decisões da equipe brasileira provocaram o empate dos adversários.

“[A seleção brasileira] podia ter definido no tempo normal. Vem para a prorrogação. Quando pesa mais, faz um belíssimo gol do Neymar. Acabou o jogo. Fura a bola. Não pode dar mais espaço”, declarou.

Logo depois, Galvão criticou a atitude do técnico Tite que deixou o campo antes dos jogadores depois da derrota.

“Eu gosto muito do Tite, mas a cena dele largando o time chorando em campo – um monte de garoto chorando – e indo embora sozinho para o vestiário é muito feia. Eu sei que ele não é de ficar comemorando quando ganha, mas não se pode largar uma nova geração chorando em campo e ir para o vestiário”, disse.

Veja o vídeo de Galvão Bueno:


    Mais Recentes

      Comentários

      Clique aqui e deixe seu comentário!