Tamanho do texto

Argentina abriu o placar com gol de Messi, mas Mascherano cometeu pênalti bobo e Moses converteu. No final, Rojo fez o gol da classificação dramática

Argentina e Nigéria fizeram um dos jogos mais nervosos dessa Copa do Mundo . Precisando da vitória para conseguir se classificar, o time sul-americano abriu o placar, levou o empate, mas buscou o gol do milagre aos 40 do segundo tempo e se garantiu vaga na próxima fase. No outro jogo do grupo, a  Croácia , que já estava garantida no mata-mata, também venceu a Islândia e terminou como líder do Grupo D.

Leia também: Primeiro 0 a 0 da Copa deixa França na liderança e garante Dinamarca nas oitavas

Messi marcou pela Argentina contra a Nigéria
FIFA/ Divulgação
Messi marcou pela Argentina contra a Nigéria

A Argentina até chegou a abrir o placar com Lionel Messi, de perna diteita, mas Mascherano cometeu um pênalti infantil no segundo tempo. Moses cobrou com categoria e empatou o placar. Aos 40 minutos, Rojo marcou o gol que acabou com o drama argentino e garantiu a  equipe sul-americana na próxima fase da Copa do Mundo.

Já a Croácia não viveu o drama da Argentino para vencer. Já garantina na próxima fase, os croatas abriram o placar após rebote dentro da área. A Islândia até chegou a empatar em cobrança de pênalti, mas Perisic marcou o gol da vitória, que deixou a seleção com 100% de aproveitamento na primeira fase.

Argentina x Nigéria

Messi contra dois marcadores da Nigéria
FIFA/ Divulgação
Messi contra dois marcadores da Nigéria

A Argentina começou a partida dominando a posse de bola e tentando controlar a partida para que a Nigéria não conseguisse implacar a velocidade, sua principal característica. No entanto, as principais jogadas da equipe sul-americana veio com lançamentos longos.

Aos 7 minutos, Tagliafico foi lançado na ponta esquerda, mas tentou a finalização mesmo desequulibrado e mandou para fora. A resposta da Nigéria veio no lance seguinte. Musa aproveitou dobeira da defesa da argentima após cobrança de lateral e finalizou. Azar do africano que a bola foi por cima do gol de Armani.

Aos 13 minutos, foi a vez de Messi ter a sua primeira chance de marcar na partida, e o camisa 10 não disperdiçou.  Banega fez um lançamento muito longo para Messi. O atacante apareceu nas costas dos marcadores, fez um domínio de craque e finalizou cruzado de perna direita. Foi o primeiro gol do capitão argentino e o centésimo da Copa.

Precisando do resultado para se classificar, a Nigéria liberou o volante Obi Mikel, que passou a atuar como um meia avaçado tentando explorar sua qualidade técnica.

Messi deu mais uma amostra da sua habilidade aos 26. O craque lançou Higuaín de frente com o goleiro Uzoho, mas chutou o chão e nçao conseguiu tirar do adversário.

A grade chance que a Argentina teve de aumentar a vantagem na primeira etapa veio aos 33 minutos de partida. Depois de falta sofreda por Di Maria quando o meia avançava livre em direção ao gol,  Messi foi para a cobrança, chutou no canto do goleiro, que encostou de leve na bola e ela explodiu na trave. Quase mais um do camisa 10.

Na volta do intervalo, Mascherano, que é um dos mais experientes do elenco argentino, fez uma bobagem, agarrou jogador da Nigégia durante cruzamento na área e o árbitro marcou pênalti. Moses cobrou o pênalti com extrema categoria, à la Henrique Dourado, esperou Armani escolher o canto e apenas tirou do goleiro.

Moses marcou para Nigéria contra a Argentina
FIFA/ Divulgação
Moses marcou para Nigéria contra a Argentina

Precisando do resultado, os grandes jogadores da Argentina como Messi, Di Maria e Higuaín começaram a ficar nervosos, errando passes fáceis e fazendo escolhas erradas de jogada. Era tudo o que a Nogéria queria, um time que não consegue criar nenhuma jogada e nem chegava perto do gol.

Aos 25 minutos, a Nigéria conseguiu armar seu primeiro bom ataque depois de empatar a partida. Moses deu uma caneta caneta em Mercado, avançou pela esquerda e tocou para Ndidi, na entrada da área. O chute foi forte, mas saiu por cima do gol. 

Cinco minutos depois, Musa fez grande jogada e cruzou para Ighalo. Rojo cortou de cabeça, masa bola bateu no braço do zagueiro e sobrou com o camisa 9 da Nigéria. O atacante arriscou e mandou longe. O árbitro até foi ao VAR checar o toque no braço, mas não marcou nada e deixou o lance seguir.

Aos 40 minutos, veio o gol do milagre hermano. Após muita pressão, Mercado avançou pela direita e cruzou para Rojo, no meio da área. O zagueiro finalizou de primeira, de perna direita e levou todo um país ao delírio, tirando todo o peso que a seleção carregava após um início ruim na Copa do Mundo.

Depois de sofrer o gol, a Nigéria se lançou ao ataque para buscar o empate, mas não conseguiu. Após o apito final, muita comemoração e lágrimas em campo, ambos do lado argentino.

Juntos, unidos y con el aliento incondicional. ¡A octavos de final! ¡VAMOS ARGENTINA!

Uma publicação compartilhada por Selección Argentina (@afaseleccion) em

Leia também:Tite anuncia Miranda como capitão e manutenção do time contra Sérvia

Croácia x Islândia

Já classificada para a próxima fase, a Croácia entrou com oito mudanças para a partida e começou até melhor, envolvendo a Islândia com triangulações e passes rápidos.

Com os dois times cadenciando muito a partida e quase não criando chances de gol, a primeira chance foi da Islândia, apenas aos 33 minutos de partida. Gunnarsson cobrou o lateral longo, Magnússon escostou de leve, mas ninguém apareceu na segunda trave para completar o desvio. 

Depois da primeira chance, a Islândia começou a gostar da partida e dominar as ações ofensivas. Aos 28, Magnússon ganhou pelo alto, cabeceou firme, mas a bola foi ao lado da trave esquerda de Kalinic.

Aos 39, a Islândia teve a melhor chance do primeiro tempo. A zaga da Argentina marca bobeira na saída de bola e Finnbognason roubou no campo de ataque. Ele tabelou com Sigurdsson e finalizou com o lado interno do pé , mas a bola raspou a trave croata e foi pela linha de fundo.

Já nos acréscimos da primeira etapa, a equipe nórdica teve mais duas oportunidades, mas ambas foram salvas por Kalinic. Primeiro, Bjarnasson arriscou o chute depois de rebote e a bola explodiu na perna do goleiro. Depois, o arqueiro fez uma linda ponte para salvar uma grande finalização de Gunnarsson que ia no ângulo.

Após a volta do intervalo, o volante Badelj foi ousado, solto a bomba da intermediária e a bola explodiu no travessão. No entanto, o chute deve ter sido apenas um teste. Três minutos depois, o próprio jogador teve outa oportunidade, mas dessa vez dentro da área. Ele aproveitou rebole, emendou um voleiro sem pulo e finalizou no contra pé do goleiro e marcar o primeiro gol da partida.

Croácia venceu a Islândia
FIFA/ Divulgação
Croácia venceu a Islândia

Depois de sofrer o gol, a Islândia começou a apostar mais no jogo aéreo para biscar a virada que colocaria o time da próxima fase de Copa do Mundo. Com o time mais alto da Copa do Mundo, a equipe normalmente ganha as jogadas pelo alto, mas não conseguia acertar no alvo. 

Aos 30 minutos, a Islândia chegou até a linha de fundo, fez o cruzamento e Lovren colocou o braço para impedir o passe e o árbitro marcou pênalti.  Sigurdsson cobrou no meio, muito perto no travessão e marcou o gol de empate.

Aos 44, a Croácia conseguiu aproveitar a oportunidade que teve para marcar o gol da vitória. Perisic recebeu dentro da área, dominou e fuzilou para fazer 2 a 1 no placar. 

Leia também: 'Canarinho pistola' da CBF vira coxinha recheada com frango e 'catupiródio'

Com os resultados, a Croácia venceu todas as três partidas, terminou a primeira fase com 9 pontos e vai enfrentar a Dinamarca nas oitavas. Depois do drama, a Argentina terminou com 4 pontos e vai encarar a França no sábado. A Nigéria, com 3 pontos, e Islândia, com 1, estão eliminados da Copa do Mundo.

    Leia tudo sobre: Futebol Lionel Messi