Tamanho do texto

Cada morador da Rua Oito, em Teresina, contribuiu com R$ 25 para a compra de tinta e contratação de um pintor; haverá telão nos jogos de Messi e cia

Rua Oito, em Teresina, está em homenagem à seleção da Argentina em Piauí
Reprodução
Rua Oito, em Teresina, está em homenagem à seleção da Argentina em Piauí

Descrentes com a seleção brasileira após a derrota por 7 a 1 para a Alemanha na última Copa do Mundo, e como forma de protesto em relação à situação política do Brasil, alguns brasileiros não vão apoiar a equipe comandada por Tite. Moradores da Rua Oito, do bairro Real Copagre, em Teresina, capital do Piauí , resolveram pintar os muros de suas casas com as cores da Argentina.

Leia também: Lionel Messi não descarta aposentadoria da seleção após Copa do Mundo

A ideia de transformar a rua em torcida à a equipe albiceleste veio na Copa do Mundo de 2014, no Brasil, após ficarem chocados com a goleada de 7 a 1 da Alemanha. Na ocasião, os muros da rua estavam coloridos com as cores da seleção brasileira. "Aqui, Neymar não vai ter vez. Manteremos nossa posição. Vamos com a Argentina até o fim", disse Raimundo Júnior, um dos responsáveis pela ideia.

Leia também: Lanzini tem grave lesão e está fora da Copa pela seleção da Argentina

Raimundo afirmou que teve de convencer todos os vizinho a aderirem à ideia de torcer para a seleção liderada pelo craque Lionel Messi. Segundo ele, cada morador colaborou com R$ 25 para a compra de tintas e a contratação de um pintor. Além disso, um telão já foi disponibilizado para acompanhar os jogos da Argentina, que estreia na Copa do Mundo neste sábado (16), contra a Islândia, em Moscou. No grupo D , a seleção bicampeã mundial jogará ainda contra a Croácia, no dia 21, e contra a Nigéria, no dia 26.

Leia também: Brasil e Argentina firmam parceria para criar consulado durante a Copa do Mundo

Argentina na Copa

Seleção argentina
Reprodução
Seleção argentina

A Argentina é um dos cinco países da América do Sul que vão participar da Copa do Mundo de 2018, na Rússia. Depois de muita dificuldade e apenas sete vitórias nas 18 partidas jogadas, a seleção se classificou para o Mundial . A equipe contou ainda a instabilidade no quesito treinador, contando com três no total, até chegar ao atual, Jorge Sampaoli.

A conquista da vaga para a Copa de 2018 veio somente na última rodada das Eliminatórias do continente. A  Argentina  precisava da vitória para carimbar o passaporte para a Rússia e com show de Lionel Messi, a equipe alviceleste venceu o Equador por 3 a 1, com todos os gols marcados pelo camisa 10.