Tamanho do texto

Atacante sueco deixou claro seu desejo de regressar à seleção nacional e participar da Copa do Mundo de 2018, mas conta com um possível empecilho

Zlatan Ibrahimovic quer estar presente na Copa do Mundo de 2018, na Rússia
Divulgação
Zlatan Ibrahimovic quer estar presente na Copa do Mundo de 2018, na Rússia

Depois de ter anunciado a sua aposentadoria da seleção sueca, Zlatan Ibrahimovic não descartou a possibilidade de voltar à equipe comandada pelo treinador Jan Andersson para participar da Copa do Mundo de 2018. No entanto, um fator pode ser decisivo para que o atacante fique de fora do Mundial na Rússia.

Leia também: "Me sinto como Benjamim Button. Nasci velho e morrerei novo", diz Ibrahimovic

O mais novo reforço do Los Angeles Galaxy possui um contrato publicitário com o BetHard, site de apostas. A questão é, o Código de Ética da Fifa proíbe que qualquer jogador profissional possua a ligação com empresas do ramo de apostas esportivas. Sendo assim, Ibrahimovic pode se ver fora da Copa de 2018.

Em entrevista ao portal EuroSport , o atacante deixou claro que a palavra final será dada por ele próprio. "A Fifa não pode me parar. Se eu quiser estar na Copa do Mundo, eu estarei. Se eu quiser jogar, eu jogarei. Não é uma decisão da Fifa. Trata-se unicamente da minha vontade de jogar", disse Ibrahimovic.

Leia também: Se sentindo desvalorizado, Ibrahimovic acusa imprensa sueca de racismo

"Se tudo ficar com deve ser e eu sentir que eu posso fazer as coisas que sou fapaz e que quero, como sempre fiz, então podemos falar sobre isso. Mas não é onde estamos agora. Estamos em uma posição na qual eu estou feliz em poder jogar. Agora eu quero jogar futebol, então vamos jogar futebol. E quando jogarmos futebol, vamos ver se podemos jogar futebol na Copa do Mundo", completou.

Leia também: Ibrahimovic provoca CR7 após golaço de bicicleta: "Devia tentar a 40 metros"

Seleção da Suécia

Zlatan Ibrahimovic agradece o carinho da torcida da Suécia
Reprodução
Zlatan Ibrahimovic agradece o carinho da torcida da Suécia

Em recente entrevista coletiva na Suécia , o maior artilheiro do país com 62 gols em 116 jogos, afirmou também sentir falta da seleção. "Eu sinto falta da seleção. Quando você joga na equipe por 20 anos e então você não está mais nela, e você vê os outros jogando na seleção, é difícil. É difícil, no geral, quando você pensa que está lesionado e não está jogando. Eu quero jogar, com o clube, com a seleção", disse Ibrahimovic.

    Leia tudo sobre: futebol

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.