Lance

Torcedores protestam
Reprodução
Torcedores protestam

Após a derrota por 2 a 1 para o Fluminense, no Maracanã, a delegação do Corinthians desembarcou em São Paulo na noite deste domingo e viu o clima esquentar no saguão do Aeroporto de Guarulhos, onde um grupo de torcedores recebeu os jogadores com fortes ameaças e cobranças. Os registros foram feitos pela reportagem de TV Gazeta , que estava no local no momento.

Seguranças do clube e de próprio aeroporto tentaram proteger o elenco corintiano, mas o tumulto foi inevitável, houve corre-corre e alguns jogadores procuraram ser rápidos para subir no ônibus que aguardava o grupo para levá-lo até o CT Joaquim Grava. A princípio não houve feridos na confusão.

Os atletas mais cobrados foram os mais experientes, como Gil e Cássio, mas os mais jovens, como Éderson, que acabou sendo um dos primeiros a aparecer no desembarque, não ficaram imunes aos xingamentos e intimidações. "Joga bola" e "aqui é Corinthians" foram algumas das palavras de ordem que o grupo de torcedores alvinegros proferiu no momento do protesto em Guarulhos.

Rodrigo Tapia, o Digão, presidente da Gaviões da Fiel, estava no local e justificou a manifestação contra os jogadores mais experientes.



- A cobrança tem que ser em cima desses caras mesmo, são os caras experientes. Esses caras estão nos fazendo passar vergonha. E todo jogo vai ser assim. Se a gente não ver raça e vontade, vamos 'embaçar' na vida de todo mundo. Nós pagamos nossos ingressos, falamos com eles e eles dizem que está tudo em dia, cobramos a diretoria... Então, se eles não melhorarem, vamos "embaçar" todo jogo - comentou em entrevista para a Gazeta Esportiva .

O Corinthians volta a campo nesta quarta-feira para enfrentar o Bahia, na Neo Química Arena, às 21h30, pela 11ª rodada do Brasileirão-2020. Atualmente o Timão tem nove pontos e encontra-se na 15ª posição na tabela, mesma pontuação do Botafogo, primeiro clube na zona de rebaixamento.

    Veja Também

      Mostrar mais