Lance


Fábio Costa
Divulgação
Fábio Costa

O ex-goleiro Fábio Costa , hoje com 42 anos, será candidato à vice-presidente do Santos . Ele formará chapa com Esmeraldo Tarquinio, ex-presidente do Conselho Deliberativo do clube e que disputará o pleito previsto para a primeira semana de dezembro.

Fábio atribuiu a decisão pela simetria no pensamento com Esmeraldo, principalmente em assuntos relacionados às categorias de base.

– Conversei com o Esmeraldo sobre um trabalho na base, nos conhecemos e nosso pensamento é muito parecido, simétrico. Nos aproximamos, famílias se conheceram e pintou esse convite para ser vice – disse o ídolo santista em entrevista à TV Bandeirantes.

– Uma conjunção de ideias, que gerou uma série de planos. Planos bons, positivos e que visam o futuro do Santos – pontuou Tarquinio no vídeo oficial de anúncio da parceria com o ex-goleiro.

Fábio Costa atuou no Santos entre 2000 e 2003 e 2006 a 2009, disputando 247 jogos e conquistando o Brasileirão de 2002, o vice da Libertadores em 2003 e os Paulistas de 2006 e 2007.

O goleiro se aposentou dos gramados em 2013. Em 2016, atuou como gerente de futebol da União Barbarense, time da cidade de Santa Bárbara d’ Oeste, interior de São Paulo, que disputava a segunda divisão (considerada a quarta) do futebol estadual.

Eleições no Santos em 2020

O cenário atual da disputa presidencial do Santos aponta sete pré-candidatos, com o número podendo aumentar. Além de Esmeraldo Tarquinio, Daniel Curi, Fernando Silva, Ricardo Agostinho, Rodrigo Marino, Milton Teixeira Filho e Vágner Lombardi se apresentam para a disputa.

O atual presidente, José Carlos Peres, pode concorrer a reeleição, mas já se posicionou dizendo que não tentará. Ainda assim, o mandatário do Peixe pode indicar um nome para representar a situação. Os membros do Comitê Gestor, Matheus Rodrigues e Pedro Doria são os favoritos.

Um grupo de nomes fortes da política do Alvinegro Praiano, com Andrés Rueda, Celso Jatene, José Renato Quaresma, Marcelo Teixeira, entre outros se reuniu recentemente para formar o “Movimento dos Santistas”, grupo que também que visa pacificar a oposição no Peixe e também deve lançar um candidato à presidência do Santos.

Até o momento, essa é a eleição para mandatário santista com mais opções de candidatos, superando a disputa de 2014, que contou com cinco postulantes. Em 2017, foram quatro concorrentes.

* Sob supervisão de Vinícius Perazzini

    Veja Também

      Mostrar mais