Bahia x Palmeiras
Cesar Greco
Bahia x Palmeiras

O Bahia atrapalhou a festa do Palmeiras e, no final do jogo, válido pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro , empatou por 1 a 1, no estádio do Pituaçu. Os gols foram marcados por Zé Rafael, ex-Tricolor, e Marco Antônio, e o Alviverde perdeu a oportunidade de ocupar a segunda colocação.

O primeiro tempo de jogo foi abaixo do esperado, com pouquíssimas chances criadas e muitos erros cometidos por ambas as equipes. Já a segunda etapa iniciou um pouco mais movimentada, até com gol de Gilberto, aos dois minutos, que estava impedido e foi anulado. A partida ia seguindo a mesma toada até Luxa realizar cinco modificações e mudar o ataque alviverde. Zé Rafael , aos 31 minutos, recebeu de Scarpa e apenas empurrou para o fundo das redes. No entanto, após falha de Weverton , aos 49, Marco Antônio finalizou e empatou o jogo.

Com a derrota do Vasco para o Fluminense, o time comandado por Luxemburgo perdeu a oportunidade de ocupar a segunda colocação e caiu para a sexta posição, com nove pontos conquistados. Já o Bahia ganhou uma, indo para a sétima colocação.

O próximo compromisso do Palmeiras será diante do Internacional, no Allianz Parque, no dia 2 de setembro, na quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), pela sétima rodada do Brasileirão. Já o Bahia pega o Flamengo no mesmo dia, mas às 20h30, em casa.

Primeiro tempo morno e sem emoção

Os primeiros minutos de jogo foram de muito estudo de ambas as equipes, com criação de oportunidades, todas desperdiçadas. A primeira chance mais clara aconteceu aos cinco minutos, para os donos da casa, com passe de Rossi para Rodriguinho, que conseguiu um desvio na zaga palmeirense. Depois disso, o Bahia tentou aproveitar o espaço dado pela zaga adversária duas vezes, mas não foi efetivo.

O Palmeiras, então, tentou ir para cima, mas encontrou um Bahia bastante fechado. Lucas Lima avançou pelo meio aos 14 minutos e chutou em direção ao gol, mas a bola foi fraca e saiu pela linha de fundo. A equipe comandada por Luxemburgo seguiu trabalhando no meio-campo, mas sem sucesso. Os primeiros 30 minutos foram bastante mornos, com quase nenhum perigo a gol para os dois times.

Aos 31 minutos, Gilberto chutou de fora da área após contra-ataque puxado por Rodriguinho e teve a bola desviada. No escanteio, chance desperdiçada. Os minutos finais da primeira etapa foram da mesma forma, mas com menos intensidade devido ao cansaço dos jogadores – o Bahia ainda tentou no finalzinho com Rossi, mas Weverton realizou a defesa. O Palmeiras deteve mais posse de bola, mas os times não fizeram um bom primeiro tempo.

Segundo tempo, (quase) a mesma história

Nos primeiros dois minutos de retorno, o Bahia conseguiu balançar as redes após contra-ataque de Rodriguinho, passe para Rossi na direita e cruzamento para Gilberto, que estufou as redes. No entanto, o impedimento foi marcado pelo bandeirinha – e confirmado, após muito tempo, pelo VAR. Em seguida, os donos da casa tentaram mais uma vez, mas em vão.

A resposta veio com Lucas e Lima e, pouco depois, com Rony, aos nove minutos, mas ambas sem resultado. Os visitantes seguiram tentando construir jogadas, trabalhando principalmente no meio de campo e, aos 15, o goleiro Anderson quase entregou de bandeja para Willian, mas conseguiu tirar a bola de sua área. A primeira mudança do jogo foi acontecer apenas por volta dos 20 minutos, com as entradas de Luiz Adriano, Wesley e Ramires nos lugares de Willian, Rony e Bruno Henrique.

As mudanças surtiram efeito. Após chance de Wesley, o Bahia errou na saída de bola, Luiz Adriano tocou para Gustavo Scarpa na direita e cruzou para Zé Rafael, que apenas deu um leve toque para o fundo das redes, aos 31 minutos. Com o tento, o Palmeiras foi para cima e criou mais com Scarpa e Luiz Adriano, mas Weverton acabou falhando e, já nos acréscimos, cedeu empate aos baianos com gol de Marco Antônio.

    Veja Também

      Mostrar mais