Lance


Jogo do Santos
Ivan Storti/Divulgação Santos FC
Jogo do Santos

Atendendo ao apelo da torcida, que pedia para que o Santos voltasse a vencer depois de seis jogos de jejum, o clube afastou a maré de azar e bateu o Athletico-PR por 3 a 1, na Vila Belmiro, na noite deste domingo (16).

O Alvinegro Praiano começou mal a partida, sendo acuado no seu campo defensivo, mas ainda quando era pressionado acabou encontrando o primeiro gol, com Soteldo. Ainda no primeiro tempo, Felipe Jonatan ampliou o marcador.

No segundo tempo, o Peixe contolou o jogo, marcou o terceiro, com Marinho, e nem mesmo o gol de Abner, nos minutos finais, para o Furacão, preocuparam o Peixe, que voltou a vencer depois mais de cinco meses.

SANTOS INICIOU PRESSIONADO

O Peixe entrou em campo com um sistema tático mais “conservador”, um 4-2-3-, com Alison e Diego Pituca se posicionando na primeira faixa do meio campo, com uma linha de três à frente, com Marinho aberto pelo lado direito, Soteldo pela esquerda e Carlos Sánchez entre eles, mais próximo à área. No entanto, o Athletico-PR começou melhor, apertando a saída de bola adversária e concentrando as suas jogadas no ataque.

PEIXE ENCONTROU O OURO

No momento em que estava pior no jogo, com apenas 19% de posse de bola, o Peixe descobriu onde poderia apertar o Furacão, na saída de bola. E deu certo. Aos 29 minutos do primeiro tempo, Marinho ganhou na bola da defensiva paranaense, levou para a linha de fundo e cruzou por baixo para Soteldo empurrar para o gol vazio.

No lance seguinte, nova bola retomada no campo de ataque, Kaio Jorge serviu Soteldo que penou pelo preciosismo ao ser interceptado na tentativa de um passe de letra para Carlos Sánchez que aparecia livre ao seu lado.

Aos 41 minutos da primeira etapa, mais uma decida veloz de Marinho pelo lado direito, que passou com facilidade pela marcação, cruzou, a bola passou por toda extensão da área, mas encontrou o lateral-esquerdo Felipe Jonatan sozinho pelo setor, que ajeitou e encheu o pé no ângulo esquerdo do goleiro Santos, do Furacão, ampliando o marcador.

LESÕES FORAM O LADO NEGATIVO

Três minutos antes de fazer o primeiro gol, o Peixe perdeu um dos seus pilares, o zagueiro Lucas Veríssimo, que sofreu um ferimento no joelho esquerdo e deixou o gramado, após dividir com o goleiro Vladimir, em um cobrança de escanteio do adversário. No intervalo do jogo foi realizado uma sutura no local da lesão.

O camisa 1, por sua vez, tentou permanecer no gramado por alguns minutos, até viu o Alvinegro Praiano abrir o placar de dentro do gramado, mas não conseguiu continuar.

A dupla será reavaliada na reapresentação do elenco, nesta segunda-feira (17).

SEGUNDO TEMPO CONTROLADO

Com o 2 a 0 a favor, o Santos iniciou a etapa final mais leve. Precisando buscar o resultado, o Athletico-PR teve mais posse de bola e foi mais presente no campo de ataque, mas o sistema defensivo santista se portou muito bem, e não deu espaços aos adversários. Alex Nascimento, que fez a sua estreia como profissional, fez um jogo completamente seguro.

E em um contra-ataque, aos 38 minutos do segundo tempo, Marinho saiu na cara do gol e anotou o terceiro do Peixe, sacramentando o resultado. Foi a sétima participação do atacante nos útimos sete tentos do Peixe. Ele é o artilheiro santista no ano, tendo balançado as redes cinco vezes na temporada.

Aos 43 minutos do segundo tempo, Abner descontou para os paranaenses, mas não mexeu drasticamente no resultado. O Santos conquistou os seus primeiros três pontos no Campeonato Brasileiro de 2020.

FICHA TÉCNICA
SANTOS X ATHLETICO-PR

Estádio: Vila Belmiro, Santos (SP)
Data/hora: 16/08/2020, às 19h45 (horário de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Micheal Stanislau (RS)
Árbitro de vídeo: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)
Público/renda: sem público
Cartões amarelos: Alison (Santos); Richard (Athletico-PR)
Cartões vermelho: -

GOLS:

1-0 Soteldo(29'/1T)
2-0 Felipe Jonatan (41'/1T)
3-0 Marinho (38'/2T)
3-1 Abner (43'/2T)

SANTOS: Vladimir (João Paulo, 36'/1T); Pará, Lucas Verissimo (Alex Nascimento, 26'/1T), Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison, Diego Pituca e Carlos Sánchez; Marinho (Jobson, 39'/2T), Kaio Jorge (Tailson, 39'/2T) e Soteldo. Cuca.

ATHLÉTICO-PR: Santos; Jonathan (Khellven, 32'/2T), Thiago Heleno, Lucas Halter e Abner; Wellington, Léo Cittadini e Marquinhos Gabriel (Richard, 18'/2T); Nikão (Geuvânio, 32'2T), Vinicius Mingotti (Carlos Eduardo, intervalo) e Vitinho (Pedrinho, 18'/2T). Lucas Silvestre

    Veja Também

      Mostrar mais