Lance


Corinthians X Grêmio
Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Corinthians X Grêmio

Apesar de ter muitas chances de gols, Grêmio e Corinthians empataram em 0 a 0, na Arena gremista, nesta sábado, pela terceira rodada do Brasileirão -2020. Os donos da casa tiveram um pênalti ao seu favor no segundo tempo, mas Diego Souza desperdiçou a cobrança, chutando para fora. Cássio mais uma vez salvou o Alvinegro e garantiu ponto precioso para a equipe na competição.

Como era de se esperar o primeiro tempo começou com uma pressão enorme do Tricolor gaúcho para cima do Timão. Logo aos sete minutos, o zagueiro Geromel cruzou para Pepê na área, superando os marcadores, mas a bola passou por cima do travessão. Era uma amostra do volume de jogo gremista durante os 20 primeiros minutos, praticamente um ataque contra defesa.

Até que o Corinthians conseguiu sair de trás com uma boa jogada de Sidcley, que cruzou para a área, mas Jô e Michel Macedo não puderam finalizar. Os corintianos pediram pênalti no lance, principalmente em cima do centroavante. Foi o grande momento da equipe de Tiago Nunes, que deu apenas dois chutes em 45 minutos, um com Ramiro e outro com Luan, sem perigo.

Pouco depois, Pepê novamente levou vantagem de cabeça dentro da área e conseguiu finalizar, mas Cássio, em grande defesa, evitou o que seria a abertura do placar. Não demorou muito e Pedro Geromel quase completou, de carrinho, cruzamento da esquerda. Dessa vez o goleiro alvinegro nada poderia fazer. Alisson ainda testou o camisa 12, que se safou de levar um "frango".

Após o intervalo, o Corinthians voltou bem melhor em campo, conseguiu avançar sua marcação e trocar passes em uma linha mais avançando, neutralizando a pressão do Grêmio, que demorou a construiu sua primeira chance clara de gol e ela veio em uma confusão com bate e rebate, e finalizações ruins dentro da área, em que Cássio teve de se virar para salvar o time. Enquanto isso, Jô teve oportunidade, mas cabeceou por cima do gol.

Após quebrado o bom início corintiano, o Tricolor voltou a assustar, dessa vez com inversão de Pepê para Jean Pyerre, que Danilo Avelar não conseguiu cortar, mas o gremista finalizou muito fraco. O mesmo Jean Pyerre, minutos depois, tentou um chute rasteiro, colocado, de fora da área, mas houve um desvio no meio do caminho. O jovem meia-atacante estava inspirado e ainda acertou o travessão em um lance quase por cobertura logo em seguida.

A sequência ainda proporcionou um cabeceio perigoso de Diego Souza por cima do gol depois de escanteio. Não demorou muito e o centroavante foi derrubado na área por Michel Macedo. O árbitro marcou pênalti após ser chamado para checar no VAR. Diego assumiu a responsabilidade da cobrança, mas chutou para fora, perdendo outra chance de abrir o placar para o Grêmio.

Tiago Nunes, que foi expulso por reclamação após a marcação do pênalti, mexeu no time, assim como Renato Gaúcho, mas o cenário do jogo parecia não mudar muito. Alisson ainda teve uma chance aos 43 minutos, em chute forte, mas Cássio defendeu de novo. Foi a última oportunidade mais perigosa da partida, que teve cinco minutos de acréscimos e terminou 0 a 0.

O Corinthians marcou seu primeiro ponto no Brasileirão-2020 em dois jogos e agora enfrenta o Coritiba, na próxima quarta-feira, na Arena em Itaquera, enquanto o Grêmio foi a cinco pontos na tabela em três duelos e terá como adversário o Flamengo, também na próxima quarta-feira, no Maracanã.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 0 X 0 CORINTHIANS
Local:
Arena do Grêmio, Porto Alegre (RS)
Data-Hora: 15/8/2020 - 19h
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (Fifa/RJ)
Auxiliares: Michael Correia (RJ) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ)
Público/renda: Portões Fechados
Cartões amarelos: Kannemann (GRE) Léo Natel, Gil e Gabriel (COR)
Cartões vermelhos: Tiago Nunes (COR)
Gols: -

GRÊMIO: Vanderlei; Orejuela, Pedro Geromel, Kannemann e Cortez; Maicon (Lucas Silva, aos 38'/2ºT), Matheus Henrique e Jean Pyerre (Isaque, aos 34'/2ºT); Alisson, Pepê e Diego Souza (Thaciano, aos 40'/2ºT). Técnico: Renato Gaúcho.

CORINTHIANS: Cássio; Michel Macedo, Gil, Danilo Avelar e Sidcley; Gabriel (Gabriel, aos 45'/2ºT) e Cantillo (Léo Natel, aos 45'/2ºT); Ramiro (Ruan, aos 33'/2ºT), Luan (Éderson, aos 33'/2ºT) e Mateus Vital (Araos, 35'/1ºT); Jô. Técnico: Tiago Nunes.

    Veja Também

      Mostrar mais